NOSSA CONEXÃO COM PORTUGAL

Postado em 30 de setembro de 2019 /

Nossa conexão com Portugal poderia ser reduzida a um simples argumento: historicamente, foram eles que nos descobriram. Entretanto, será que nos dias atuais nós ainda pensamos nesta conexão? Seria Portugal o “prisma mais inteligente?” Convido você, leitor, a vir literalmente  junto comigo para atravessar o atlântico e fazer uma reflexão sobre o quanto nós brasileiros estamos intimamente ligados aos portugueses.

Em nosso processo civilizatório, Portugal está enraizado desde a origem.  Portugal empreendeu no Brasil o modelo que, para eles, era o “padrão”. Pensar, portanto, nesta conexão e olhar nossas matrizes antropológicas faz todo o sentido. 

Historicamente, Portugal teve dificuldades em avançar com sua cultura no continente europeu. Ao analisar sua pequena extensão territorial, podemos perceber que a Espanha sempre ofereceu resistência à ampliação portuguesa, sendo o país o único vizinho no mapa. Desta forma, ir além dos horizontes sempre foi um desafio para o povo luso – mas ao mesmo tempo, uma grande oportunidade.

Portugal sempre teve o Brasil como sua principal colônia – desde o início histórico e, tempos depois, esta conexão foi ampliada de forma exponencial. O Brasil foi a única nação que teve o Governo Português como sede oficial. Em função da invasão napoleônica ao seu território, a corte portuguesa foi totalmente transferida para o Brasil. E, pasme, este foi o único episódio na Europa em que um monarca teve residência enquanto ainda era rei fora do próprio continente.

 

NOSSA CONEXÃO AO LONGO DO TEMPO SEMPRE FOI SENDO AMPLIADA

Pensar no Brasil sem se lembrar da forte conexão com Portugal é praticamente um crime histórico. Nossa alimentação, cultura e espiritualidade estão intrinsecamente relacionadas com Portugal. Por muitas vezes, percorrendo o território português, tenho a sensação de estar no Brasil. Ao analisar, por exemplo, as empresas portuguesas no Brasil, percebo uma longa tradição e solidez em diversas áreas. Já não podemos dizer o mesmo quando estamos em Portugal. Poucas empresas brasileiras fizeram sua lição de casa e realmente “fincaram” alicerces por lá.

Ampliar nossa ligação com Portugal, compreendendo o mesmo como porta de entrada para a Europa, deveria ser para nós brasileiros uma percepção de oportunidade, sempre. E digo mais: Portugal deveria ser a primeira opção para nós.

Este ponto da análise é interessante. Percebo nos brasileiros uma ânsia em trabalhar, morar ou empreender nos EUA – e todos sabemos das inúmeras possibilidades que temos por lá, mas… Esquecemos de quanta familiaridade e proximidade temos com Portugal. Então, por que Portugal não é a nossa primeira opção, se é lá que temos nossas raízes, história e conexão?

Recentemente temos assistido a um aumento do interesse de brasileiros por Portugal. Um dado sobre isso é que estamos entre os países que mais compram imóveis por lá. E também saímos na frente como uma das maiores nações que pedem visto de moradia. Nossa base étnica possui um grande componente português, sendo sem dúvida a nação com um dos maiores números de portugueses residentes. Desta forma, nosso laço com Portugal deveria ser um diferencial de crescimento para nós brasileiros, tanto em aspectos econômicos como pessoais.  

 

RESSIGNIFICAR NOSSA PERCEPÇÃO SOBRE PORTUGAL É ESSENCIAL PARA NÓS BRASILEIROS

Ao pensarmos em Portugal sem ressignificar nossa forma de olhar para aquele pequeno país do outro lado do atlântico, irá nos colocar em uma vala superficial de reflexões sobre oportunidades. Chamo a atenção de você, caro leitor, para verdadeiramente perceber junto conosco da Atlantic Hub um novo ciclo para nós brasileiros. Economicamente, Portugal passa por um processo de retomada – porém eles já fizeram sua lição de casa (mas nós ainda estamos fazendo). Com a retomada da economia em solo português, podemos sem dúvida alguma ampliar nossos horizontes.

Portugal possui população pequena, cerca de 10.9 milhões de habitantes, com declínio da natalidade e envelhecimento populacional. Somente por estes dois pontos já teríamos um bom conjunto de indícios para nossa afirmação de negócios perante este texto. Mas vou além destes pontos: Portugal está dentro da zona do euro, moeda forte e porta de entrada de uma economia enorme com mais de 500 milhões de habitantes. Se nossa ligação com Portugal for ampliada, ela pode ser entendida como estratégica para empreendedores, empresários e todos aqueles que desejam e estejam ampliando suas metas.

Portugal é a porta de entrada para o mercado internacional, iniciando-se pela Europa. Este país é incrivelmente atraente para nós.

 

AS RAÍZES CULTURAIS SÃO NOSSO ALICERCE DE MUDANÇA

Convido você, que chegou até aqui, para quebrar qualquer barreira mental que ainda resiste em você sobre este país europeu  tão encantador. Nossas raízes culturais são nossa conexão, e entenda por raízes tudo aquilo que nos torna semelhantes.

Sim, como seres humanos somos todos iguais, mas são os componentes culturais que transformam lembranças em sinais. O que acha de viajar para Portugal, perceber e sentir por você mesmo tudo que temos falado até então? Nós da Atlantic Hub temos como missão auxiliar os brasileiros nesta nova onda para Portugal.

Pesquise na internet, navegue por nosso site, procure pelas Câmaras Portuguesas – são mais de dez no Brasil – e participe dos movimentos que promovemos sobre Portugal. Tenho certeza que você, assim como eu anos atrás, ficará entusiasmado e encantado com tudo que está acontecendo por lá. 

 

Lembre-se: pensou Portugal pensou Atlantic Hub.

Forte abraço,

Benicio Filho

Country Manager Brasil da Atlantic Hub