EMPREENDER EM PORTUGAL

Postado em 16 de outubro de 2019 /


Há pouco mais de três anos, temos nos dedicado a entender o ecossistema de negócios em Portugal. Mesmo tendo como atuação auxiliar os brasileiros a empreenderem em terras lusitanas, ainda ficamos surpresos com a grande quantidade de pessoas que erram no básico. Não é fácil ver este cenário em um ambiente tão promissor como é a construção de negócios hoje em Portugal. Se empreender neste país é algo que poderíamos fazer com boas condições de sucesso, então por que assistimos a um grande número de “postulantes a empresários” retornando, em alguns casos, com prejuízos grandes?
Afinal, é possível ter sucesso ao empreender em Portugal?  

Neste artigo, queremos enaltecer alguns pontos de atenção para, em seguida, construir um cenário de ações para que você tenha a maior possibilidade de sucesso em sua empreitada. Vamos juntos?

Empreender em Portugal não é mais complicado que no Brasil. Pelo contrário: o cenário português tem muito mais condições e facilidades. Porém, a questão é não relativizar as dificuldades. Veja, empreender em Portugal deve ser encarado como um “processo”, e não um fim. Com isso quero dizer que não se deve apenas iniciar a abertura de uma empresa mesmo essa sendo uma extensão de algo com sucesso no Brasil. Compreender o cenário de Portugal é essencial para que as chances de sucesso sejam elevadas. Quando digo “conhecer” este cenário, é literalmente conhecer. Em muitos casos, apesar das similaridades, a cultura portuguesa é completamente diferente da brasileira.

 

QUANDO PENSO EM EMPREENDER EM PORTUGAL, DEVO PRIMEIRO “PORTUGALIZAR” MEU PRODUTO OU SERVIÇO

 

Na Atlantic Hub, gostamos muito de usar o termo portugalizar. Empreender em Portugal precisa ser em um primeiro momento, portugalizar seu produto e serviço para enfim iniciar qualquer atividade. Ao longo dos últimos anos, percebemos a necessidade de – justamente – aprofundar este estudo de aderência. A partir da identificação desta dor, desenvolvemos o pode significar o sucesso ou o fracasso: uma análise de inteligência de mercado – além de estudar a aderência do produto ou serviço pretendido pelo empreendedor em terras lusitanas.

Este estudo compõe, na Atlantic Hub, um dos nossos produtos. Ele se chama Market Fit. Mergulhamos na expertise do empreendedor, entendendo de forma profunda o que ele faz, como ele faz e como ele entrega. Quem é seu cliente, seu concorrente e quais são os diferenciais e as dores. Após uma intensa análise das informações fornecidas, intensificamos e “estressamos” os dados comparando no mercado Português (e europeu) as oportunidades e dificuldades para que a operação tenha sucesso.

Fica evidente para nós que o resultado positivo deste estudo significa uma maior probabilidade de sucesso no empreendimento. Empreender em Portugal pode ser mais simples, desde que sejam considerados os desafios e, claro, alinhados às expectativas.

O ponto alto do estudo é que também analisamos as linhas de fomento para o empreendimento pretendido. Quando o resultado é negativo, com certeza seria suicídio iniciar uma operação – pelo menos sem que ela sofra os ajustes que sempre acompanham o resultado do estudo.

 

O SUCESSO OU O FRACASSO DE EMPREENDER EM PORTUGAL SEMPRE DEPENDE DO EMPREENDEDOR

 

É sempre bom estarmos cientes da responsabilidade do empreendedor na hora de começar a investir em Portugal. Empreender em outro país deve estar alinhado com uma jornada de vida: carga tributária, contratação de colaboradores, locação de imóvel e etc. Estas são questões importantes, porém, ter claro que empreender em outro país – e em especial para nós, da Atlantic Hub – empreender em Portugal deve estar alinhado com um novo projeto de vida: família, amigos e relações pessoais passam por enormes transformações quando se fala em estar com uma empresa em outro país. É preciso que as dificuldades e os desafios estejam bastante claros para todos os envolvidos.

Ser responsável não quer dizer que empreender em Portugal precisa ser algo mais desafiador do que já é por si só o ato de empreender. O bacana da jornada empreendedora “assistida” é que podemos reduzir drasticamente os desafios e as possibilidades de insucesso. Nossa experiência nos credencia a estarmos onde estamos, chegar onde chegamos.

Sabe o que é mais interessante? É ver os casos de sucesso de empreendedores que iriam iniciar sua jornada conosco em Portugal justamente pelo caminho que estou comentando aqui através do Market Fit e, em seguida, foram para a fase dois que é o Scale out. Este serviço, porém, vou deixar para comentar com você em outro momento.

Nos estudos de aderência que fizemos ao mercado pelo Market Fit, por vezes nos debruçamos sobre negócios que não teriam sucesso por lá. Em alguns casos, o empreendedor já estava de malas prontas para Portugal – quando, ao ver o resultado do Market Fit, retornou aos planejamentos focando em evoluir mais no Brasil e criando uma nova estratégia para empreender em Portugal. Agora, imagine o investimento que seria feito e que foi poupado com nosso estudo!

 

PLANEJAR E EMPREENDER COM MENOS ATROPELOS

 

Para nós, brasileiros, muitas vezes o sucesso ou o fracasso de um empreendimento é o planejamento. Meu enfoque a esta questão é quase um apelo: quando nos dedicamos a entender o cenário, criamos simulações de possibilidades dos pontos fortes e fracos, e ainda analisando em detalhes as questões contábeis, jurídicas e trabalhistas aumentamos significativamente qualquer plano de empreender. Por isso, quando temos em mãos um estudo que nos provoque sobre o tema do planejamento, somos diretamente impactados e provocados a planejar.

Empreender em Portugal tem sido o sonho de milhares de brasileiros. Nós da Atlantic Hub podemos ajudá-lo a transformar este sonho em realidade evitando que seu sonho vire um pesadelo. Você terá economia de tempo, recursos e acima de tudo, redução do desgaste pessoal – que já seriam pontos mais que suficientes para darmos a devida atenção aos nossos projetos.

Diante de uma oportunidade como esta, devemos ter coragem, e não medo. Mas lembre-se: ter coragem não é agir de forma irresponsável colocando em risco tudo o que construímos.

Convido você, caro leitor a acessar nosso site, navegar por nossos artigos e estar conosco nesta jornada em Portugal.

Forte abraço,

Benicio Filho

Country Manager Brasil da Atlantic Hub.