Como uma Missão Empresarial pode transformar você

Postado em 14 de janeiro de 2020 / ,

Liderança é uma característica que todos nós podemos e devemos desenvolver. Mas, afinal, o que é liderar? Bem, uma das áreas que tenho atuação é no que chamamos hoje de transformação digital, no jargão tradicional auxiliar as empresas para estarem em sintonia com seu tempo. A questão é que jamais existirá transformação nas empresas sem que antes sejamos transformados em seres humanos de verdade.

As ondas de modernização nascem, crescem e morrem. Termos são construídos, metodologias são criadas e tudo mais vira moda. Porém, as pessoas que fazem parte do centro da transformação digital continuam mais tradicionais do que sempre.

Tenho uma missão em que ajudo a liderar todos os anos para o Web Summit em Portugal. São mais de 200 empresários, gestores de governo ou das áreas de inovação das maiores companhias do Brasil. Pessoas com este grau de desenvolvimento e carreira têm quase sempre expectativas muito elevadas em relação às experiências que são expostas. Sendo assim, temos em nossa missão um grande desafio: Como promover a estas pessoas uma verdadeira oportunidade de crescimento?

Devemos ter em mente que transformação de pessoas jamais será possível partindo do que somos e expomos em nosso Linkedin ou nas demais redes sociais. Transformar pessoas ou ainda a tão falada transformação digital das empresas apenas acontece quando nós, seres humanos, somos transformados.

Nesta missão temos, sim, um desafio enorme. Mas ano após ano descubro que ser o mais humano possível, oferecendo a cada membro da missão aquilo que temos de mais básico, transforma, ressignifica e abre grandes novas possibilidades.

Quando começamos a jornada de transformar pessoas, começamos por aquilo que ao nosso ver é o essencial: conectá-las. Gosto muito do termo teológico desvelar. Desvelado é algo que não esconde sua essência. Ao desvelar algo, percebemos com nossos olhos e coração que nada mais existe além da verdade. E a verdade por si só já é a verdadeira essência de cada um de nós. Transformar pessoas, então, parte do pressuposto de que ajudaremos cada um envolvido no processo a encontrar sua verdade.

Imagine então a oportunidade que temos com mais de 200 pessoas nesta missão de ajudá-los a se desvelar e encontrar a sua verdade. Ou melhor, eles encontram a sua verdade com outros que, pela natureza da missão, estão envolvidos em uma mesma lógica e descoberta. Bem, isso é incrivelmente belo!

Sempre gosto de perceber nas primeiras ações que fazemos a resistência de alguns, a abertura de outros, a bronca de muitos, mas normalmente a surpresa da maioria. O comum sempre é acharmos que quanto mais informação e estudo, melhor será o aproveitamento disso. Ou ainda, quanto mais estudamos mais aprendemos. Estas são lógicas normais e fazem parte dos processos do mundo linear, este que, diante das transformações que vivemos não mais se mantém em pé. A lógica do ensino e a profundidade do conhecimento das interações humanas é exponencial.

Existe uma mágica na transformação das pessoas que se dá justamente quando muitos buscam o que parece ser inatingível. Vivemos no mundo da informação em que tudo é possível a um toque do dedo. Todas as informações estão ao nosso alcance, mas a única coisa que alcançamos é o vazio. Transformar pessoas é ajudá-las a compreender como se conectando com o outro deixa tudo  mais leve e fácil, afinal, somos seres humanos. Em uma missão, poder se conectar a dezenas de pessoas abre em sua vida universos paralelos de conhecimento, oportunidades, aprendizados e experiências.

Em qual lugar do universo podemos transformar mais pessoas do que auxiliando elas a estarem presentes em grupo sendo sinceras, verdadeiras e com o espírito do aprender? Em uma missão, você é retirado do seu porto seguro, é conectado a outras pessoas e lugares, com a oportunidade de desenvolver ou redescobrir sua capacidade de ser quem você é.

Em uma missão, é possível viver o que é ser transformado. Veja, já estive em centenas de grupos viajando, trabalhando ou apenas participando de algo. Se queremos mudar o mundo, temos que mudar a nós mesmos. Ser transformado é estar aberto ao outro e aos aprendizados que estas relações geram.

Transformar empresas é transformar pessoas. Em uma missão, você pode fazer um MBA estando disposto a ser transformado. E se transformar empresas é transformar pessoas, comece você sendo o mundo que deseja.

Benicio Filho, Country Manager Brasil da Atlantic Hub.