Como abrir uma empresa em Portugal?

Postado em 11 de agosto de 2020 / , ,

Um assunto que tem ganhado cada vez mais espaço entre as pessoas, sem dúvidas, é o empreendedorismo. Isso porque, cada vez mais temos visto casos e exemplos que nos mostram que é possível empreender e ter sucesso no próprio negócio.

Mas, para pessoas que pensam além do território brasileiro, Portugal é um país que oferece diversas oportunidades quando o assunto é empreender – seja para portugueses ou estrangeiros.

Já falamos em outros conteúdos aqui no blog sobre como Portugal abre portas para novos mercados, até mesmo com incentivo do governo. E por isso, o tema de hoje é abrir empresa no país luso.

Por que Portugal?

Se você está projetando sua carreira empreendedora ou apenas acredita que chegou o momento de expandir seu negócio, aqui vai um texto inspirador e que pode te ajudar nesse momento:  Portugal de braços abertos para todos os empreendedores do mundo 

Neste artigo em que contamos um pouco da história empreendedora de Chitra, podemos absorver também diversos ensinamentos sobre Portugal e como o país abre as portas para novos negócios.

Além disso, Chitra não poupa elogios quando fala sobre Portugal. E ela não está sozinha no grupo de adoradores no país, viu? Dados de 2019 estimavam mais de 150 mil brasileiros morando no país europeu.

Neste conteúdo aqui é possível compreender um pouco sobre Portugal para empreendedores e, mais do que isso, entender porque o país pode ser uma ótima opção para o seu negócio. 

Leia o artigo: Por que Portugal

Ainda como incentivo, este conteúdo aqui Gooders finca o pé em Portugal apresenta o case de sucesso da empresa brasileira Gooders, que hoje opera em Portugal. Se isso não despertar vontade de desbravar ainda mais esse mundo, não sei o despertará, então.

Atlantic Connection 2020

 

Mais vantagens em abrir empresa em Portugal

Vimos exemplos e cases, mas tem outra coisa que conta bastante na hora de optar por abrir uma empresa em Portugal: a facilidade no que diz respeito a documentação.

Diferentemente do Brasil, Portugal traz diversas facilidades para empreendedores, tornando todo o processo ainda mais simples e rápido.

Acredite, o processo pode ser feito de forma online, confira aqui ou nos diferentes postos do chamado “Empresa da Hora”, que ficam espalhados pelo país.

Para te ajudar, listamos abaixo um passo-a-passo para que esse processo seja realizado da melhor forma possível:

 

Passo 1: Escolha seu empreendimento

O primeiro passo, naturalmente, é entender o tipo de empresa que você pretende abrir em Portugal. É importante já ter isso em mente para a execução das próximas etapas.

Em uma busca rápida na internet é possível encontrar o tipo de comércio que tem tido bons resultados na Europa, mas listamos aqui alguns exemplos:

    • Turismo é sempre uma boa escolha, afinal, o país atrai diversos turistas o ano inteiro e ainda conta com paisagens de tirar o fôlego e até mesmo praias. Opção nesse segmento não faltam, seja em hospedagem, restaurante ou outros serviços.

Mesmo com a pandemia, Portugal – que é um país exemplo no combate do coronavírus – já está retomando as atividades normalmente e reaquecendo a economia depois de um período de quarentena.

Neste texto é possível acompanhar essa evolução portuguesa na retomada do comércio.

Leia o artigo: Reabertura de Portugal – Como o comércio está funcionando

Marketing Digital e a área de Social Media também são segmentos bastante procurados. Com o mundo cada vez mais digital, esse tipo de mercado é cada vez requisitado.

Essa área conta com algumas vantagens como, em alguns casos, poder trabalhar de qualquer lugar – basta ter internet e computador – e nem sempre precisa dos gastos de um escritório físico. Escrevemos um ótimo artigo sobre a visão do Marketing Digital através do olhar de uma agência digital

    • Outra área em expansão são as carreiras que envolvem tecnologia e desenvolvimento de sites e aplicativos.

Como mencionado no item anterior, o mundo digital exige cada vez mais esse tipo de habilidade – esse com certeza foi um dos aprendizados na pandemia, em que tantas empresas precisaram se adaptar para o mundo digital, em busca de manter-se ainda ativo. 

    •  E entre tantas outras áreas, temos também Contador, que envolve números, é verdade, mas que também é essencial para as empresas, independente do segmento que ela faça parte.

    •  E por último, mesmo que a sua área de atuação ou dos sonhos não esteja listado acima, não quer dizer que não tenha grandes chances de ter sucesso também.

Para empreender, é preciso dedicação acima de tudo. Seja prestando serviço, vendendo algum produto… não faltam opções. Então, pense bem e eleja algo que tenha a ver com o seu perfil e seus gostos.

Para quem já tem um empreendimento aqui no Brasil e está em busca de expandir esse negócio visando Portugal como porta de entrada para a Europa, o processo de internacionalização pode facilitar esse caminho.

É importante entender se o produto/serviço que já existe condiz com o cenário atual de Portugal e, para tirar essas dúvidas e internacionalizar de forma mais assertiva, o Atlantic MarketFit pode ser uma boa opção para você.

 

Passo 2: Tipo de Empresa

Com o empreendimento decidido – lembrando que além de decidir o mercado de atuação, há várias etapas para desenhar um projeto, de forma que seja entendido e desenhado os gastos, lucro, divulgação, público, entre outros.

O Business Model Canvas é uma opção bastante utilizada e pode oferecer grandes aprendizados nesses primeiros passos.

Após isso, partimos para a parte de documentação necessárias para abrir uma empresa em Portugal. Neste primeiro momento é preciso escolher o tipo de empresa que você quer abrir. São duas opções:

Empresa Singular, cujas características são:

    •  Nome individual do empresário;

    •  Sociedade Unipessoal por Quotas;

    •  Estabelecimento individual de responsabilidade limitada.

Para os pequenos empreendedores que optarem pela primeira opção (Nome individual do empresário), não há custo, sendo essa uma ótima opção para dar o primeiro passo.

Já nos outros dois itens, é necessário, pelo menos, um capital de investimento de 5.000€.

Empresa Coletiva, para casos de:

    •  Sociedade por Quotas;

    •  Sociedade Anônima (SA);

    •  Sociedade em nome coletivo;

    •  Sociedade em Comandita;

    •  Cooperativa.

Já para as opções de empresa coletiva, o valor de capital de investimento é variável.

Sendo: para a Sociedade por Quotas, é necessário um valor mínimo de 5.000€.

Na Sociedade Anônima (SA), o investimento é de pelo menos 50.000€.

Na Sociedade em nome coletivo não há um valor definido.

Na Sociedade em Comandita, o valor é de 50.000€. E por fim, na opção Cooperativa, o capital mínimo é de 2.500€.

 

Passo 3: Documentação necessária

Após realizar as etapas citadas anteriormente, partimos para a entrega de documentos necessários para abrir empresa em Portugal. Listamos abaixo a lista completa para você:

    •  Cartão de cidadão ou NIF (Número de Identificação Fiscal);

    •  Registro comercial;

    •  Inscrição na Segurança Social;

    •  Declaração de início de atividade;

    •  Certificado de admissibilidade;

    •  Depósito do capital social;

    •  Preparação do ato constitutivo de sociedade.

Essa etapa é preciso muita atenção, para não esquecer ou confundir os documentos necessários. Há diversos assessores ou advogados que podem contribuir com essa etapa de documentação – principalmente para nós, estrangeiros.

Caso opte por executar a abertura da sua empresa e Portugal pela internet, em questão de algumas horas já chamar a empresa de sua, rs. E como mencionado anteriormente, caso opte por abrir presencialmente, deverá procurar uma das unidades do “Empresa da Hora”, espalhadas pelo país.

 

Passo 4: Abrir uma conta bancária para sua empresa

Sua empresa precisará ter uma conta bancária, eventualmente. Portanto, importante listar essa etapa no processo.

Analise as taxas e opções que os bancos portugueses oferecem e eleja a que estiver mais alinhada com o que você deseja.

 

Tipos de visto para empreendedores

Para quem tem documentação europeia (seja nacionalidade portuguesa, italiana ou alguma outra) o processo de abertura de uma empresa em Portugal acaba sendo um pouco mais fácil.

Como a cidadania – de nacionalidade que pertença a União Europeia – já permite que você more na Europa e oferece os mesmos direitos e facilidades de quem nasceu por lá, abrir uma empresa não exige um visto específico.

Mas, para quem não tem esse tipo de documento, pode recorrer a vistos para empreendedores, como vamos apresentar a seguir.

A primeira opção, o Visto D2 Portugal – Visto para Imigrantes Empreendedores, é para quem ainda está no Brasil, planejando abrir empresa em Portugal. Neste caso, a opção é ótima para quem tem um investimento mais baixo.

Não há um valor mínimo para este visto. No entanto, alguns itens são avaliados para liberação no visto. São eles:

    •  O plano de Negócios, de forma que a viabilidade do empreendimento é avaliada;

    •  O investimento a ser realizado;

    •  Também é avaliado o que o seu empreendimento pode trazer de relevante para o país, seja no âmbito cultural,   tecnológico, ou qualquer outra categoria que ele fizer parte;

    •  Naturalmente é avaliado a situação econômica do investimento a ser realizado;

    •  E entre outros fatores, também é avaliado a capacidade financeira dos envolvidos no projeto.

Outra opção é o Visa Gold, mas neste caso, a opção é válida para quem pretende realizar investimentos mais altos. Aqui, há alguns pré-requisitos para solicitação do visto. Confira:

    •  Transferir um montante igual ou superior a 1 (um) milhão de euros;

    •  Criar pelo menos 10 postos de trabalho;

    •  Adquirir bens de valor igual ou superior a 500 mil euros;

    •  Transferir capitais no montante igual ou superior a 500 mil euros.

Com este artigo, tenho certeza que o planejamento de abrir uma empresa em Portugal pode ser realizado com sucesso. Seguindo o passo-a-passo e aproveitando as oportunidades que o país europeu nos oferece, não tem o que dar errado.

Para mais informações sobre como empreender em Portugal ou como internacionalizar o seu negócio para a Europa através do país europeu, acompanhe-nos também nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/atlantic.hub/