Viagem para prospectar negócios em Portugal, vale a pena?

Postado em 23 de setembro de 2020 / ,

Somos abordados quase todas as semanas por brasileiros ou descendentes de Portugal que, ao retornar de uma viagem no país europeu, ficam completamente maravilhados com as oportunidades vislumbradas por eles. 

Lembro recentemente de uma farmacêutica, fundadora de um grande grupo no Rio de Janeiro, que havia passado cerca de trinta dias circulando em Portugal em busca de compreender as oportunidades de expandir sua marca por lá.

Ao ouvir dela todos os seus pontos e esperanças, fiz duas perguntas que a fizeram refletir profundamente sobre tudo que havia visto. 

Este artigo foi escrito justamente para ajudar você, brasileiro, que sonha em empreender, se mudar ou almeja levar sua marca para Portugal e, consequentemente, para o mundo! 

Sobre as perguntas que fiz para a farmacêutica em relação a Portugal, fique tranquilo pois estes serão os tópicos dos próximos parágrafos. 

Caso você queira mesmo levar seu negócio ou mesmo empreender em Portugal, fica aqui a dica de um conteúdo que pode ajudar:

https://www.atlantichub.com/2020/08/14/tudo-o-que-voce-precisa-saber-para-empreender-em-portugal-sendo-brasileiro/

 

 

SERÁ QUE SEU PRODUTO OU SERVIÇO TEM MESMO MERCADO EM PORTUGAL?

Em uma  viagem de negócios para Portugal, na busca de compreender se existe mercado para o produto ou serviço pretendido no país europeu, nossa visão tende a nos apresentar uma excelente oportunidade para o segmento que pretendemos. 

Afinal, por que quase sempre enxergamos dessa forma? 

Nosso cérebro, tende a nos enganar quase sempre. Ele, nosso cérebro inebriado por tanta informação positiva que criamos lança para nós apenas certezas raramente dúvidas.

Em alguns casos, não se trata apenas de uma viagem de prospecção. Aproveitando a estadia os interessados acabam fazendo um pouco de turismo. Nestes casos, quase sempre também a visão criada é um imenso paraíso.

Sobre os concorrentes, percebemos e acabamos vendo apenas o que está à vista. Empresas que não tem presença física ou mesmo concorrentes indiretos não são percebidos.

Em relação ao mercado sob o ponto de vista de possíveis clientes, poder aquisitivo e distribuição geográfica pelo país confesso que se torna praticamente impossível obter estes números em uma viagem ou ainda fazendo pesquisas na internet.  

Uma boa forma de saber se o mercado pretendido pode ser ou não uma oportunidade para seu produto ou serviço é realizar um estudo de aderência de mercado. Para Portugal, acredito que você já tenha ouvido falar do Atlantic MarketFit. 

Atlantic MarketFit, é um relatório completo de análise de aderência do seu produto ou serviço para Portugal. Lembre-se que Portugal é a porta de entrada para um mercado de mais de 700 milhões de habitantes.

Tendo aderência em Portugal, certamente sua empresa poderá fazer uma brilhante jornada pelo mundo. Para saber mais sobre o Atlantic MarketFit, leia o artigo abaixo.

https://www.atlantichub.com/2020/07/13/o-seu-produto-tem-fit-com-o-mercado-portugues/

 

 

UMA MISSÃO EMPRESARIAL ABRE NOVAS PORTAS PARA COMPREENDER UM MERCADO

A pouco mais de quatro anos, iniciamos pela Atlantic Hub missões empresariais para Portugal. Iniciamos estas missões aproveitando o início do Web Summit em Portugal. O Web Summit é um dos maiores eventos de inovação e tecnologia do planeta. 

Para saber mais sobre o Web Summit, basta acessar este artigo.

https://www.atlantichub.com/2019/11/18/um-breve-sopro-da-historia-web-summit-2019/

Em nossa missão, criamos uma agenda extremamente pautada na construção de cenários sobre diversos mercados. Com especialistas de diversos setores e visitas presenciais a hubs de inovação proporcionamos aos participantes uma interessante visão sobre o segmento pretendido.

Paralela ao Web Summit os participantes têm a possibilidade de fazer networking de primeira qualidade aliando conhecimento, informação e especialistas de mercado. 

Diferente de uma viagem a onde você faz sua agenda em uma missão empresarial você tem um curadoria voltada para a geração de valor. A sensação que fica após uma missão é a que podemos dar o próximo passo. 

Gosto sempre de pensar que sozinho acabamos tendo as nossas considerações sobre o que desejamos pesquisar. Em conjunto, confrontamos as informações com outras pessoas que não tem necessariamente a necessidade de nos agradar. Desta forma, criamos uma visão mais isenta e segura. 

Sozinhos, perderemos tempo, recursos e facilmente a atenção é canalizada para outros lugares. Em uma missão, organizamos sua agenda, inserimos conteúdos relevantes e criamos cenários completos sobre os segmentos pretendidos. 

Na missão de 2019, levamos mais de 200 empresários para Portugal. Nesta missão, levamos a inovação de ter verticais específicas para alguns segmentos que eram bastante solicitados a nos. 

Confira o vídeo de como foi a missão em 2019.

Healthtec, Thintech, Real Estate e IOT foram algumas das verticais que criamos. Nestas verticais, especialistas criaram agendas e visitaram importantes hubs aprofundando e gerando mais networking de qualidade. 

Nestes dois artigos, aprofundo o tema sobre como uma missão empresarial pode transformar sua vida:

https://www.atlantichub.com/2019/12/10/sendo-transformado-em-uma-missao/

https://www.atlantichub.com/2020/01/14/como-uma-missao-empresarial-pode-transformar-voce/

 

 

LEMBRE-SE O TEMPO É SEU BEM MAIS PERECÍVEL

Em uma viagem para prospectar um negócio ou entender se nosso produto ou serviço tem ou não mercado, esquecemos que nosso maior bem é o tempo. Perecível aos extremos o tempo é implacável. Quando não bem utilizado, passa e perdemos sem direito de reclamar. 

Definir se uma viagem para prospectar negócio ou aderência do seu atual vale ou não a pena é muito relativo. Você pode fazê-la e ganhar com esta experiência uma bagagem interessante. 

Pode por outro lado investir um capital que não tem, não aprender nada e ainda voltar com informações ou percepções erradas do que está pretendendo fazer. Minha sincera sugestão é a seguinte.

Caso seu interesse seja empreender em Portugal, faça primeiro um estudo de aderência de mercado e depois participe de uma missão empresarial como a promovida por nós para Portugal. 

Esteja presente nesta missão. Dedique foco e aproveite ao máximo o networking oferecido. Se você tem capital para fazer uma viagem lembre-se. Seu tempo vale mais que seu recurso financeiro. Uma missão, pode abrir sua mente e oferecer as informações relevantes que você precisa. 

Deixo para você o convite de estar conosco na missão que fazemos anualmente. Para saber mais sobre ela, entre em nosso site. 
Missão WebSummit Lisboa

 

Sobre o autor:

Benício Filho.

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela UNIFESP em Neurologia Oftalmológica na área de Empreendedorismo e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal). Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 300 eventos (número atualizado em dezembro de 2019). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul) bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas”.