Como Exportar para Portugal?

Tempo estimado de Leitura: 10min

Postado em 3 de novembro de 2020 / ,
Compartilhe:

O comércio exterior é uma oportunidade das empresas aumentarem as suas fontes de receitas, melhorarem a qualidade dos seus produtos e serviços, tornarem-se uma empresa mais competitiva e oferecerem melhores condições de trabalho para os seus funcionários.

Como o Brasil é um país com uma grande população e um vasto território, a tendência da maioria dos empresários e empreendedores é olhar somente para o mercado interno.

Neste artigo vamos falar sobre as oportunidades e benefícios que as empresas podem obter ao exportarem produtos e serviços e quais as etapas para alcançar clientes no exterior.

Índice

• Fique atento aos novos mercados;

• As diferenças culturais;

• Como identificar mercados e clientes no exterior;

• Oportunidade para todos os tamanhos de empresas;

• Portugal como primeiro destino para a sua exportação

 

 

Fique atento aos novos mercados

Quando o empreendedor ou empresário pensa em exportar seus produtos ou serviços, aparecem uma série de obstáculos e preocupações, como identificar quais mercados no mundo que seu negócio pode ser atrativo, adaptações necessárias nos produtos, custos  para exportar e outros aspectos que impedem o avanço desta jornada.

Porém, deve-se levar em conta que sempre haverá uma oportunidade de exportar o seu produto, seja pela escassez de oferta no país destino, ou mesmo pela oferta de produtos semelhantes de outras partes do mundo que tenham qualidade inferior aos produtos brasileiros.

Dependendo das condições macroeconômicas, como competitividade da mão de obra, taxa de câmbio, preço dos insumos, incentivos governamentais na exportação, esta atividade pode ser muito mais lucrativa que vender somente para o mercado local. Além disso, é uma forma de blindar a empresa da sazonalidade de demanda do nosso país.

 

 

Diferenças culturais

Ao decidir exportar, a empresa deve pensar muito além do simples fato de vender para um novo país. É necessário pensar em um ponto essencial que muitos não levam em conta: as diferenças culturais.

Isto não deve ser olhado como um obstáculo, mas é importante um bom planejamento para o estudo dos mercados-alvo, seus valores e costumes. Saber se posicionar e negociar com uma cultura diferente pode ser vital para o sucesso da exportação.

Hábitos e fatores como forma de se comunicar, significado de cores e números, hábitos e comportamentos relacionados a religião, roupas, dentre outros aspectos, devem ser estudados, para evitar constrangimentos que inviabilizam a venda e levem inclusive a prejuízos financeiros.

E este conhecimento, capacitação e apoio pode ser obtido por meio de órgãos governamentais, bancos de fomento e empresas especializadas na internacionalização de negócios.

 

 

Como identificar mercados e clientes no exterior

Para começar a exportar não basta apenas tomar essa decisão. Na maioria das vezes em que uma empresa decide pela exportação dos seus produtos e serviços, muitas vezes não está preparada para tanto.

Uma primeira etapa é identificar quais os potenciais mercados no mundo, e isto pode ser conduzido com o auxílio de programas do governo brasileiro oferecidos pelo Sebrae, Apex ou Banco do Brasil, por empresas especializadas como a Atlantic Hub, ou mesmo utilizando plataforma tecnológicas que proporcionam a identificação de mercados onde seu produto é consumido, ou mesmo permitem que o seu produto seja oferecido para clientes destes mercados. 

Após a identificação e análise de viabilidade dos mercados que podem comprar o seu produto, será necessário avaliar as adequações necessárias, como certificações, ajustes na embalagem e no rótulo, ou mesmo adequações necessárias no produto para atender aos requisitos, legislações e exigências do novo mercado.

Todos esses cuidados, se realizados da forma correta, irão possibilitar a redução de riscos e otimização do capital utilizado para propiciar a exportação dos seus produtos.

 

 

Oportunidade para todos os tamanhos de empresas

Não são somente as grandes empresas que conseguem exportar e atuar no comércio exterior. As pequenas e médias empresas também têm conquistado mais espaço nesta área, apesar das pequenas empresas ainda ocuparem somente 1% do volume exportado do Brasil, porém por outro lado com expressiva participação no PIB Nacional de 30% e com 60% das posições de trabalho. Se comparado aos países OCDE, estes patamares sobem para 20% a 30%. 

No tocante às Micro e Pequenas Empresas (MPEs), em 2017 representavam 40,8% do número de empresas exportadoras, vendendo para países no Mercosul, na União Europeia, para os Estados Unidos e Canadá.

Portanto, com estudo e planejamento dos mercados a serem exportados, os requisitos necessários nos produtos, recursos e competências a serem incorporados na empresa, recursos financeiros para financiar este ciclo, entre outros aspectos, sua micro ou pequena empresa também poderá somar a estas estatísticas.

 

 

Portugal como primeiro destino para a sua exportação

Situado na Península Ibérica, Portugal tem como países vizinhos a Espanha (46,5 milhões de habitantes), França (67,3 milhões de habitantes), Reino Unido (63,3 milhões de habitantes) e o Oceano Atlântico como grande parceiro de suas conquistas.

Com tamanho parecido ao Estado de Santa Catarina, o país tem cerca de dez milhões de habitantes. Além do território continental, incluem-se as ilhas da Madeira e dos Açores, situadas no Oceano Atlântico a 980 km e a 1.500 km do continente, respectivamente. 

Com superfície total de 92.212 km², Portugal é beneficiado por uma localização geográfica privilegiada entre os continentes europeu, americano e africano. 

Em 2011, a agricultura, a silvicultura e a pesca representaram 2,1% do PIB (contra 24% em 1960) e 9,9% do emprego. Indústria, construção, energia e água corresponderam a 23,3% do PIB e a 27,3% do emprego. Os serviços contribuíram com 74,5% para o PIB e com 62,8% para o emprego. 

Portugal é um grande parceiro comercial do Brasil e ao longo dos últimos 10 anos tem importado valores superiores a 1 bilhão de dólares, tendo alcançado valor superior a 2 bilhões de dólares em 2011.

Os principais produtos exportados para Portugal são o óleo bruto e derivados, soja, milho, minérios de ferro, produtos laminados de ferro e aço, resinas, reatores e propulsures, açucar, madeira e acidos. Porém há uma variedade enorme de produtos adquiridos pelo país, somando mais de 1000 itens. 

E as oportunidades de vendas somente se iniciam em Portugal, pois servem como porta de entrada e vitrine para as vendas aos países vizinhos, como o Reino Unido, França e Espanha, que somados compram anualmente mais de 7 bilhões de dólares do Brasil.

A Atlantic Hub, com a tradição e conhecimento agregado ao longo dos últimos anos levando empresas para Portugal, passa a oferecer às empresas e aos exportadores brasileiros o Atlantic MarketFit Export, serviço de consultoria para análise do mercado português com vista na  exportação de produtos e serviços brasileiros.

Com um time com vasta experiência em consultoria e análise de mercados, entregamos para os nossos clientes um serviço visão abrangente de aderência e viabilidade do produto a ser exportado para mercado Portugues, apresentando as características dos compradores ou consumidores portugueses, legislações e certificações, grau de concorrência e quem são as principais players, incentivos fiscais, taxas aduaneiras e os demais componentes para a tomada de decisão de venda e exportação do produto para o país.

Caso queira levar a sua empresa para esta nova fronteira, de forma segura e planejada, conte com o apoio do nosso time.

Entre em contato com a Atlantic Hub  e receba todas as informações!

 

Autor:

Fabio Accunzo atua há 25 anos nas áreas de tecnologia e mercado financeiro. Mentor e investidor-anjo de algumas startups, atualmente atua como responsável pelos programas de Exportação na Atlantic Hub e é fundador e CEO da Ocean360 – Plataforma de Trade Finance.

 

Referências:

OECD – Discussion Paper – SME Ministerial Conference: https://www.oecd.org/cfe/smes/ministerial/documents/2018-SME-Ministerial-Conference-Plenary-Session-3.pdf

Egência Sebrae de Noticias: https://meuatendimento.sebrae.com.br/sites/asn/uf/MA/pequenos-negocios-ja-representam-30-do-pib-brasileiro,1fadf044e4991710VgnVCM1000004c00210aRCRD

Guia “ Como Exportar – Portugal”: www.investexportbrasil.gov.br/atualizacao-do-guia-como-exportar-portugal

Compartilhe:

Posts Relacionados


Empresas Brasileiras em Portugal: Um movimento que explodiu

Empresas Brasileiras em Portugal: Um movimento que explodiu Não sei se você já reparou, mas não é de hoje que Read more

Transformando sua empresa em uma multinacional através de Portugal

Somos constantemente acionados por empresários brasileiros sobre a oportunidade que existe para internacionalizar empresas ao mundo. Escrevemos frequentemente sobre este Read more

O que tenho que saber antes de comprar uma franquia em Portugal

Empreender é relativamente simples, mas não é fácil, ainda mais quando o projeto visa outro país. Muitos empreendedores pensam que Read more

Oportunidades de negócios em Portugal: 5 melhores mercados para investir

As oportunidades de negócios em Portugal se multiplicaram. Apesar de ser um país pequeno e com pouco mais de dez Read more