Quais são os custos e despesas para manter uma empresa em Portugal

Tempo estimado de Leitura: 7min

Postado em 17 de dezembro de 2020 /
Compartilhe:

Você sabe quais são os custos e despesas para manter uma empresa em Portugal? Pois bem, esse é o tema deste artigo, afinal, falamos tanto sobre internacionalizar e empreender no país lusitano que essas informações não poderiam ficar de fora.

Quando falamos de investimento, despesas e custos, nunca temos uma resposta definitiva. A verdade é que os valores sempre serão variáveis, justamente porque cada caso é um caso, cada empresa tem suas necessidades próprias.

Mas, é possível prever alguns custos e, pensando no cenário Portugal, passaremos aqui por preços reais no país, que com certeza te ajudarão no planejamento dessa nova jornada da sua vida.

 

 

Custos e despesas fixas para manter uma empresa em Portugal

Faz parte de qualquer planejamento de um novo empreendimento entender e prever quais serão os possíveis custos fixos ao longo do tempo. Claro, algumas coisas podem mudar, afinal, diariamente enfrentamos movimentações no mercado, cultural e também na economia.

Durante esse processo, algumas reflexões precisam ser feitas. Inclusive, aqui vão algumas perguntas importantes que você precisa buscar a resposta:
Quais documentos precisarei dar entrada?
Meu empreendimento precisa de um escritório/ambiente físico ou poderei exercer meu trabalho de casa?
Meu empreendimento precisará contar com a ajuda de funcionários ou iniciarei sozinho?
Terei site e custos com redes sociais?
Contarei com o auxílio de um contador ou advogado?

Pensando nessas perguntas que são fundamentais para qualquer empresa, seguimos para uma segunda parte, com algumas das respostas e direcionamentos:

Aluguel do escritório (se houver) e custo com materiais;
Pagamento de impostos e documentação;
Contas: água, luz, internet, gás;
Custos com Marketing e Website;
Colaboradores;
Transporte / alimentação;
Serviços como contabilidade, advogado e administração (caso necessário);

Custos e despesas: entendendo o cenário português

 

 

Salário Mínimo em Portugal:

Acredito que a informação mais importante para este contexto e que servirá de guia para todo o resto, sem dúvidas, é a valoração do salário mínimo em Portugal.

Tendo funcionário ou não, esse é um valor guia e deve ser levado em consideração desde o início.

Em 2020 Portugal conta com um salário mínimo de 635 euros. Se convertermos esse valor (pesquisa realizada em dezembro de 2020), chegamos a um valor equivalente a R$ 3.969,81.

Caso seja necessário a contratação de colaboradores, sabemos que há outros custos que devem ser considerados também – como alimentação, por exemplo.

Para auxiliar, este link apresenta justamente os cálculos necessários, já prevendo o salário anual e possíveis benefícios: https://www.nos.pt/empresas/repositorio-informacao/criar-uma-empresa/guias-praticos/Pages/quanto-custa-trabalhador.aspx

Quadro com o avanço do salário mínimo em Portugal nos últimos anos:

 

 

Salário Médio em Portugal:

O salário mínimo, como sabemos, serve como um direcionamento para várias questões econômicas. No entanto, de acordo com uma pesquisa realizada em 2019 pelo INE, a média de salários portugueses sobressaiu ao que vimos no tópico anterior.

Em 2019 os portugueses ganharam, em média, um salário de 1.276 euros por mês, valor ainda mais alto do que o realizado em 2018.

Com certeza, esse valor médio precisa entrar nos seus cálculos – principalmente para quem contará com o auxílio de colaboradores para a jornada.

Contando com o auxílio de um contador

Como já mencionado, alguns casos não teremos uma resposta definitiva, pois depende do objetivo e necessidade de cada um.

No caso, para empresas que precisam do auxílio de um contador, o site E-konomist separou alguns valores que podem servir como diretório – que variam entre 150 e 300 euros.

O valor depende do tamanho da empresa – empresas maiores geram mais demanda e, consequentemente, maior investimento. Mas considerando essa média de preço mensal e com a ajuda de uma excelente empresa, o resultado será um empreendimento bem planejado e no caminho do sucesso.

Custos domésticos

Como os custos com água, energia elétrica e outros itens do cotidiano variam com a demanda e tipo de negócio, para referência separamos alguns valores levando em consideração o comportamento e consumo das famílias portuguesas. Lembrando que esses dados são apenas uma média dos gastos atuais.

Como parâmetro, de acordo com o site Idealista News, as famílias gastam cerca de 112 euros por mês com água, luz e gás – esses dados levam em consideração o consumo doméstico. Quando há crianças na família, esse valor pode aumentar consideravelmente.

Outros custos:

Acredito que com esses dados tenhamos uma boa base para começar o planejamento e, mais do que isso, iniciar o projeto de conquista à Portugal.

 

 

Custo como escritório, por exemplo, é um item que varia não só da necessidade de um escritório – para um serviço que funciona 100% online, o trabalho pode ser realizado da própria residência – mas também da localização.

Em casos como abertura de um restaurante ou pousada, o local é extremamente importante e bem direcionado, já que as necessidades são específicas.

Portanto, tenha isso em consideração durante o planejamento e não se esqueça que a Atlantic Hub atua justamente no auxílio de empresas e empresários que buscam internacionalizar ou empreender em Portugal.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Qual melhor setor para investir em franquia em Portugal

Quando falamos sobre franchising e o sistema de modelo das franquias, a primeira coisa que vem na mente do empreendedor Read more

Restauração em Portugal – Você sabe como é o setor de restaurantes em Portugal?

Gostaria de convidá-los ao longo deste artigo a uma reflexão sobre este segmento que representa uma excelente oportunidade de mudança Read more

Saúde e Telemedicina em Portugal

Pensar em qualidade de vida nos remete quase sempre a segurança, sistema de saúde com bom acesso e qualidade e, Read more

Abrir empresa em Portugal mesmo com as fronteiras fechadas

Nessa altura do campeonato, já entendemos e estamos cansados de falar sobre como a pandemia do coronavírus mexeu com os Read more