Engajamento nas Redes Sociais em Portugal

Tempo estimado de Leitura: 8min

Postado em 25 de março de 2021 / ,
Compartilhe:

COMO ASSIM, ENGAJAMENTO?

Em Portugal, a palavra engajamento não existe. Para muitos portugueses a expressão fica sem sentido ou poucos sabem o seu significado no contexto do marketing digital. Com razão até, pois é uma palavra que não existe na gramática da língua portuguesa. Uma adaptação de “engagement” da língua inglesa, presente também no idioma Francês, onde se originou.

No universo empresarial, relacionado aos recursos humanos, sua definição refere-se ao compromisso. O comprometimento e alinhamento a partir de propósitos, valores e interesses em comum. No marketing está relacionado ao empenho, a participação ativa numa atividade, envolvimento, interação, relacionamento, ou seja, ser engajado é estar envolvido e interessado.

Assim sendo, guardadas as polêmicas em torno desse estrangeirismo na palavra, vamos ao que mais interessa. O engajamento se tornou um dos pilares mais importantes em uma campanha nas redes sociais. Pois promove o diálogo, humaniza a marca, aproxima com seu público e o melhor, tem a oportunidade através desta troca de experiências, de se adaptar aos seus anseios.

Homem participa de uma ação de engajamento e interage com sua rede social no celular

OS BENEFÍCIOS DO USER GENERATED CONTENT

Na verdade, não é uma estratégia nova, mas permanece como uma das fortes tendências em 2021. O conteúdo gerado pelos usuários, ou seja, as interações feitas pelos seguidores, que podem servir como dados para facilitar a compreensão do desejo do seu público e combinar com ações que geram melhores resultados.

Esse conteúdo vai um pouco além do curtir e salvar. Trata-se de qualquer tipo de comentário, publicação, compartilhamento, fotos, vídeos que o consumidor produz espontaneamente para a empresa. As marcas estão percebendo o poder de influência de usuários comuns em referenciar seu produto ou serviço, cujas experiências com a marca funcionam como prova mais genuína, sem qualquer outro interesse. 

Afinal, as pessoas confiam em quem elas se identificam. Apesar do pequeno alcance em comparação aos grandes influenciadores, conseguem oferecer um alto poder de penetração nas conversões, por serem autênticos e mais próximos da vida real. O ciclo amplifica, à medida que outros consumidores engajados, compartilham as experiências positivas com outras pessoas, gerando mais oportunidades de negócio para sua empresa.

Alguns exemplos são as provas de produtos que geram resenhas sobre a eficácia e os resultados após a aplicação de cosméticos, maquiagens ou produtos capilares. Algumas marcas aqui em Portugal, antenadas com vários destes movimentos, avaliaram esse comportamento e adaptaram seu produto de acordo com a expectativa, encontrada até então em produtores mais artesanais. Colocando em sua linha de produção o shampoo sólido, que contém ingredientes naturais em sua composição, não danifica o cabelo e não utiliza embalagem de plástico.

CONTEÚDO INTERATIVO E EXPERIÊNCIA EM TEMPO REAL

A interação é a forma mais eficiente de ganhar o empenho dos consumidores. As possibilidades de interatividade ganham cada vez mais ferramentas e atrações. Ainda mais neste período de distanciamento, conseguir reunir no ambiente digital um equilíbrio maior entre as experiências que poderíamos ter no mundo físico, com interações em tempo real. Resultam em aproximação e envolvimento com a marca. São os vídeos interativos, conteúdos que oferecem diálogo, o resgate das “lives” e webinars, conteúdos que promovem o entretenimento e as ações gamificadas.

Um dos fatores que fez o Clubhouse crescer tanto, foi justamente a possibilidade de interagir e participar das conversas em tempo real. Apesar de não estar em todas as plataformas, neste ponto específico pelo contrário, podemos dizer que chega a ser quase uma rede social inclusiva. De ouvinte, você pode passar a speaker com uma levantada de mão, na aplicação é claro 😉  

Vale também lembrar que uma forma simples para engajar e ao mesmo tempo, estimular o feedback da audiência, são as mensagens nas redes sociais. Como por exemplo a caixa de perguntas no Instagram Stories, onde podem ser geradas pesquisas de opinião e diversos outros insights ou análises de comportamento.

Mulher em ação de engajamento nas redes sociais em Portugal

HUMANIZAÇÃO EM PAUTA

O chatbot é outra ferramenta que está em alta, e diga-se de passagem, utilizada de forma bem eficiente nas contas comerciais do Whatsapp. Embora essa tecnologia de inteligência artificial seja cada vez mais utilizada para agilizar o acesso à informação e entregá-la de maneira instantânea. É necessário também ponderar, para equilibrar a experiência e estruturar para alguns casos, uma continuidade deste atendimento de forma mais humanizada. 

Por mais que o atendimento instantâneo resolva vários aspectos, existem temas e situações que somente uma interação humana pode representar sua marca, até as que envolvam uma maior personalização ou fatores emocionais. É importante que o consumidor se sinta também representado pela marca, identifique-se com a empresa. Seja visto como uma pessoa e não somente como um cliente em potencial.

Partindo deste ponto, um olhar especial que vai de encontro ao respeito pela diversidade e a inclusão, que também ecoa em disponibilizar recursos no ambiente digital, que favorecem a acessibilidade. 

Dessa forma, cabe destacar também que por mais positivas que sejam suas intenções. Antes de promover, oportunamente, debates sobre pautas importantes em suas redes sociais. Vale refletir o quanto de contribuição genuína a empresa pode oferecer, se estão coerentes com seus processos internos e se existem valores semelhantes. Sejam no posicionamento, na contratação de seus colaboradores, nas formas de se fazer negócio ou na criação de seus produtos.

Um outro artigo, sobre Empatia e presença digital de sua marca em Portugal também aborda o tema da humanização, vale a pena ler!

ANÁLISE DOS FEEDBACKS E DOS RESULTADOS

O conteúdo relevante, com material rico, favorece o engajamento que, por sua vez, ajuda bastante o algoritmo das redes sociais a melhorar sua atração e o alcance orgânico. Entretanto, mensurar os resultados das ações de engajamento, coletar e avaliar as informações são dados ainda mais valiosos. Os balizadores para construir relações duradouras com seus clientes, absorver suas sugestões e incrementar o faturamento. As ações de engajamento nas redes sociais em Portugal precisam de campanhas criativas, com bons argumentos para motivar o empenho do consumidor português. Ainda existe um terreno fértil para esse envolvimento crescer.

E a sua marca, promove o engajamento nas redes sociais?

Como alavancar sua empresa com o Marketing em Portugal?

Sobre o autor,

Adriano Sforcini Zunino

Responsável pela expansão e sócio da bauc. em Portugal. Agência de marketing digital que alia estratégia e conteúdo, desenvolvimento e growth performance conectadas em equilíbrio com o brand experience. Pilares essenciais para transformar empresas por meio do mindset digital.

Tem larga experiência na área comercial e prospecção de negócios, além de relacionamento com clientes e ações de brand experience. Entende que seu maior propósito seja conectar empresas às iniciativas que trazem benefícios às pessoas e ao planeta.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Como o marketing digital pode alavancar sua empresa em Portugal
Pessoa no café, Celular na mão para abrir sua rede social

O EQUILÍBRIO ENTRE O DIGITAL E A VIVÊNCIA NO MUNDO FÍSICO Com a reabertura gradual do mercado em Portugal, depois Read more

O comportamento do consumidor em Portugal após a pandemia

Quantas vezes durante os últimos meses nos deparamos com o pensamento sobre como será o mundo após a pandemia estar Read more

10 passos para franquear a minha marca

Quando você escuta de um cliente que o seu conceito é demais, seguido de um “já pensou em franquear o Read more

Soluções viáveis para o comércio eletrônico em Portugal
Comércio Eletrônico em Portugal

ADAPTABILIDADE E MUDANÇA DE HÁBITO DO CONSUMO Diria que chega a ser agradável caminhar até um supermercado próximo de casa Read more