10 passos para franquear a minha marca

Tempo estimado de Leitura: 10min

Postado em 20 de maio de 2021 /
Compartilhe:

Quando você escuta de um cliente que o seu conceito é demais, seguido de um “já pensou em franquear o seu negócio? Você tem tanto knowhow, já comprovou que dá certo, por que você não entra para o mercado de franquia?”, o que você sente?

Essas e muitas outras perguntas que você, dono de uma marca, que tem um negócio já tracionado e escalonável e quer expandir mas não sabe como, este artigo  é para você!

São 10 passos que irão te ajudar a franquear seu negócio e ser um franqueador de sucesso. 

Preparado? Vamos lá!

 

PRIMEIRO PASSO: ENTENDA A FUNDO O SISTEMA DE FRANCHISING.

Primeiro de tudo, comece por perceber do que se trata essa estratégia de expansão.

O franchising é um tipo de negócio que surgiu nos Estados Unidos como um modelo de negócio em rede, em que o dono de uma marca (franqueador) vende franquias da sua loja para que outra pessoa adquira o know-how e a sua imagem por meio desse negócio, podendo entender vender o seu produto. 

Pela venda do seu produto, ganha o franqueado e o franqueador, obviamente, que é quem cede todo esse conhecimento e infraestrutura. 

O franchising é um sistema com um funcionamento muito próprio e cada franqueador define as métricas da sua relação com o franqueado. Em Portugal, por exemplo, é muito comum o conceito de franquia ser entendido de forma mais abrangente e lato sensu, enquanto que no Brasil, por conta da Lei do Franchising, o conceito de franquia é algo muito mais definido.

Quer transformar pequenos negócios em grandes marcas? Opte pelo sistema de franchising.

SEGUNDO PASSO: ANALISE O MOMENTO DO SEU NEGÓCIO

Esse passo é importantíssimo porque o desejo de expandir, ganhar mais dinheiro, se encantar com as possibilidades, podem correr muito mal se você, como empreendedor, e a sua empresa não estiverem maduros e preparados para o crescimento. 

Utilize-se de ferramentas estratégicas como o Canvas, uma análise Swot e tire um retrato da sua empresa nesse momento. Chame a sua equipe e divida com eles essa nova estratégia. 

Será que estou no momento de franquear o meu negócio? Qual o momento certo? A verdade é que não existe aquele momento exato, mas existem indicadores, preparação, planejamento e o desejo de querer dar certo.

Um estudo de mercado para entender se seu produto tem aderência no mercado português é essencial para o sucesso da sua franquia em Portugal. O Market Fit Franchising serve exatamente para isso! É o produto certo para esse tipo de estudo. Acesse o link e conheça em detalhes nosso Marketfit (https://materiais.atlantichub.com/marketfit-franchising)

TERCEIRO PASSO: SE PREPARE PARA SER FRANQUEADOR 

Qual é o seu perfil de empreendedor? É importante parar um pouco para refletir quais são os seus objetivos de vida e os seus objetivos profissionais para entendermos melhor se há um encontro entre o que o sistema de franquias vai exigir de si e do seu perfil empreendedor relativamente ao seu momento atual. 

O papel do dono da marca é fundamental durante todo o processo e você precisará estar disposto para isso. 

Ser um líder é criar oportunidades e deixar seguidores. Então promova o empreendedorismo franqueando a sua marca. 

QUARTO PASSO: PDCA – PLAN – DO – CHECK – ACTION 

O caminho mais curto entre dois pontos é a Execução. 

Decisão tomada, chegou a hora de arregaçar as mangas e agir. 

Pesquise, converse com outros franqueadores, entenda as dores, perceba cada detalhe do processo. 

Vá atrás de franquias na sua área de atuação. Procure no mercado franquias que atuem no mesmo segmento de negócio em que a sua futura franquia irá atuar. Conhecer o seu mercado, conhecer seus futuros competidores é essencial para saber onde você está pisando. 

É importante saber quais são os setores do mercado de franquia mais expressivos e quais estão em alta, até para ter uma noção dos que estão mais visados para o investimento. 

QUINTO PASSO:  FORMATAÇÃO DA FRANQUIA

Já definiu seu modelo de negócio, formato da sua franquia, os produtos/serviços agora é preciso manualizar tudo. Descreva os padrões de funcionamento, detalhes de toda a operação, atendimento, e terá todas as instruções para a execução da sua franquia, conseguindo assim manter todo o padrão e uniformidade em todas as unidades franqueadas.

SEXTO PASSO: ENTENDA A LEGISLAÇÃO DO PAÍS QUE IRÁ ATUAR

Qual será o modelo de contrato que irei elaborar com os meus franqueados? O Brasil nesse aspecto possui legislação específica sobre o assunto e também possui o COF (Circular de Oferta e Procura) que regulamenta as relações legais entre franqueador e franqueado. 

Em Portugal não existem regimes específicos para aplicarem ao franchising, foi-se estabelecido que a Lei da Agência iria regular os contratos de forma adaptada às franquias. 

No entanto, não há regime específico. E isso é um problema? Na verdade, não! É só outra forma de abordar a questão, mas que como é diferente, merece um estudo também. 

SÉTIMO PASSO: MONEY, MONEY… 

É importante fazer um bom planejamento financeiro. Claro que saber o valor do seu investimento inicial é essencial para franquear a sua marca. Ninguém quer começar um processo e parar no meio. 

Por esse motivo, saber os gastos antes e o quanto estima ganhar, é um ponto-chave na construção do seu sistema de franquias. Separe um valor de investimento para a expansão do seu negócio e mais ainda, determine um orçamento para isso. 

Lembre-se: a expansão do seu negócio tem que fazer parte do planejamento estratégico da sua marca. Jamais um item a parte. Todos devem estar envolvidos nessa nova fase do seu negócio. 

OITAVO PASSO: INTERNACIONALIZAR A SUA FRANQUIA 

Por que não? Portugal possui um mercado inovador e muito quente para as franquias. Relativamente novo e surpreendente, a experiência do empreendedor brasileiro em Portugal, se usada de forma correta, pode ser um diferencial incrível em relação aos seus competidores, pois a história do franchising brasileiro é um pouco mais antiga que a portuguesa, e por isso, um bom empresário com experiência no Brasil pode usar isso a seu favor! 

(Sobre isso, ler também: https://www.atlantichub.com/2021/03/05/5-razoes-para-internacionalizar-a-sua-franquia/)

Não esqueça somente que: internacionalizar uma marca junto com o processo do franchising é possível, mas merecem um acompanhamento e estudo bem detalhado e separado. A Atlantic Hub está aqui justamente para facilitar esse processo e agilizar todas essas etapas! 

NONO PASSO: CONHEÇA O ECOSSISTEMA DO FRANCHISING

É importante também como futuro franqueador que faça parte das associações que apoiam o franchising no país e também que promovam a união das marcas e do mercado e todos que fazem parte desse ecossistema. Em Portugal, por exemplo, temos a APF- Associação Portuguesa de Franchising (www.associação franchising.pt) e no Brasil temos a ABF- Associação Brasileira de Franchising (www.abf.org.br). 

DÉCIMO PASSO: NÓS PODEMOS TE AJUDAR!

Nada melhor do que começar esse processo com uma equipe especializada e com um background que irá te ajudar a cumprir todos esses passos com excelência. A Atlantic Hub está aqui para isso! (https://www.atlantichub.com/2021/01/29/como-franquear-a-minha-marca-em-portugal/)

Depois de todas essas dicas espero que o bichinho do franchising tenha despertado a sua curiosidade e vontade de franquear sua marca em Portugal. E então, quando vais começar? Portugal e a Atlantic Hub esperam por ti!

 

 

Sobre a autora

Fernanda Borges Esposito, é formada em Gestão com MBAs em Gestão de Negócios & Empreendedorismo e Trade Marketing pela BI International Business School, e especializações em Marketing  e Gestão de Terceiro Setor. Executiva com mais de 20 anos que desenvolveu e liderou projetos e iniciativas inovadoras com foco em Internacionalização, Planejamento Estratégico, Marketing, Retalho, Franchising, Sustentabilidade e Empreendedorismo social no Brasil e no exterior. Fez parte do comitê de sustentabilidade da NRF em Nova York (National Retail Federation), bem como fez parte do comitê de criação dos indicadores de sustentabilidade para franquias do Instituto Ethos. É sócia fundadora da 2Luck, empresa de consultoria de novos negócios e internacionalização, em Portugal, com metodologia própria aplicada em empresas de diversos segmentos e Head of Franchising da Atlantic Hub. É palestrante e formadora nos cursos da APF – Associação Portuguesa de Franchising e mentora no Programa Google for Startups Accelerator. Foi também vencedora do prêmio “Franchising de Baixo Carbono” pela ABF- Associação Brasileira de Franchising e do prêmio Internacional do programa Exportação de Frutas Brasileiras em conjunto da Apex.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Engajamento nas Redes Sociais em Portugal
Engajamento nas redes sociais em Portugal

COMO ASSIM, ENGAJAMENTO? Em Portugal, a palavra engajamento não existe. Para muitos portugueses a expressão fica sem sentido ou poucos Read more

Soluções viáveis para o comércio eletrônico em Portugal
Comércio Eletrônico em Portugal

ADAPTABILIDADE E MUDANÇA DE HÁBITO DO CONSUMO Diria que chega a ser agradável caminhar até um supermercado próximo de casa Read more

Como abrir sua empresa em Portugal sendo brasileiro
Abrir empresa em Portugal

Portugal nos últimos anos tem se destacado como um dos melhores destinos para brasileiros que querem empreender fora do Brasil. Read more

Seu produto ou serviço tem mercado em Portugal?

Cada vez que percorremos um novo relatório do Atlantic MarketFit, repousa sobre nós da Atlantic Hub uma agradável sensação de Read more