Tudo o que você precisa para abrir empresa de Turismo em Portugal

Tempo estimado de Leitura: 9min

Postado em 26 de maio de 2021 /
Compartilhe:

Sobreviventes do tsunami de 2011 no Japão relataram que horas antes algo estranho estava acontecendo na praia com as águas do mar. Um recuo enorme no nível da água chamou a atenção de passantes. 

Pouco tempo depois, já era evidente que algo estava errado. Mais de 20 metros de recuo das águas evidenciaram a iminente catástrofe. Naquela mesma tarde abateram no litoral do Japão ondas com mais de 40 metros. Elas simplesmente destruíram tudo, levando carros, casas e muitas vidas embora. 

Quase um ano depois, ainda era possível ver ao longo do oceano imensas manchas dos destroços que o mar levou do Japão para o restante do mundo. Bem, você deve estar se perguntando por quê estou aqui falando desta maneira sobre um tsunami em um artigo de turismo em Portugal.

Logo mais irei compartilhar com você um vídeo em que anos atrás, mais precisamente em 2017, eu a frente da área de inovação da mais importante associação das operadoras de turismo do Brasil, Braztoa, palestrava em um circuito de eventos nas capitais do Brasil sobre o futuro do turismo. 

Naquele evento, eram justamente as imagens de um tsunami que ilustravam minha palestra logo no início. Eu dizia naquela ocasião que estávamos tendo uma enorme transformação no segmento de turismo, mas para que mais de 300 empresários ali presentes apenas não tivessem que fechar suas empresas, eles precisavam imediatamente alterar sua forma de empreender no turismo.

Bem, não preciso me estender, mas o que vimos nos últimos doze meses foi justamente o tsunami em forma de pandemia simplesmente derrubar o turismo no mundo.

Afinal, estamos diante de um segmento que acabou ou de uma enorme oportunidade?

Você precisa continuar lendo e entender que podemos reerguer este segmento com novas e dinâmicas empresas, e eu tenho certeza que Portugal será um destes locais incríveis para recomeçar o turismo no mundo.

Sobre o vídeo que comentei com você sobre a palestra na Braztoa, segue para você assistir quando tiver vinte minutos, vale a pena.

https://www.youtube.com/watch?v=WRLDnvlGi0g&t=17s

 

 

O RECOMEÇO DO TURISMO 

O turismo recomeça. Não tenho nenhuma dúvida sobre isso. Turismo é um dos segmentos chamados de nova economia. Na nova economia, viver a experiência de viajar e mergulhar na história da humanidade através dos locais que visitamos faz parte da nossa formação como seres humanos. 

Com a retomada do turismo novas empresas poderão assumir o espaço que muitas não conseguiram resistir e não quiseram também inovar. Turismo de experiência é o início desta ponta de oportunidades.

Portugal se destaca nos últimos anos como um dos melhores destinos para se conhecer. Ganhou a posição de capital mais visitada da Europa e ostenta o título de uma das cidades mais seguras do mundo.

Conhecer o mercado de turismo em Portugal é o primeiro passo para você entender a oportunidade que estou dizendo. Portugal oferece as mais diversas opções e apenas para citar duas, o segmento de vinhos e as cidades históricas já poderiam ter o destaque para seu negócio.

Escrevi recentemente um artigo com os cinco melhores segmentos para investir em Portugal e veja lá que turismo tem destaque especial. 

https://www.atlantichub.com/2020/10/15/oportunidades-de-negocios-em-portugal-5-melhores-mercados-para-investir/

Logo em sua capital, Lisboa, temos o contraste do novo com a grande herança histórica proporcionando desde tour guiados (já fui em dezenas deles) a imersões gastronômicas comuns em alguns países, mas exclusivo para brasileiros, nunca encontrei por lá.

Porto, Coimbra, Aveiro e outras localidades por quase todo o território de Portugal, a cada metro percorrido você tem uma chance de conhecer algo novo. Nossa história nasce de Portugal, penso que ter Portugal em seu radar como destino preferencial para trabalhar pode ser uma forma de se destacar dos demais.

 

 

O SEGMENTO VINÍCOLA É MUITO ATRAENTE PARA BRASILEIROS

Despertamos há poucas décadas para o consumo de vinho. Portugal é a nação que mais consome vinho por habitante no mundo. Brasileiros visitam vinícolas e fazem tours por nossos países vizinhos a  Argentina e Chile há anos. 

Já pensou em focar em tours tendo como principal objetivo as regiões vinícolas de Portugal? Neste quesito, cada região de Portugal tem seu destaque e seriam possíveis as construções de tours desde Minho ao Algarve, você poderia criar experiências incríveis. 

Escrevi um pouco desta história sobre a importância do segmento vinícola há algum tempo no artigo abaixo. Nele, mergulho na história existente em cada garrafa deste líquido histórico.

https://www.conexaoeuropa.com.br/europa/cada-garrafa-de-vinho-tem-sua-historia/

 

 

CONHECER O MERCADO DE TURISMO EM PORTUGAL PODE ABRIR SEUS OLHOS 

Quando conhecemos Portugal e percebemos a paixão que cada brasileiro tem por este país, entendemos que o turismo será sempre a primeira porta de entrada para qualquer movimento. 

Um dos exemplos é a história do grupo Martinhal, que desde a sua origem na Índia até os dias atuais, construiu uma imensa estrutura de resorts e empreendimentos ligados ao turismo. 

Localizado estrategicamente em regiões muito desejadas por turistas do mundo inteiro, eles representam justamente o quanto Portugal dispõe de atrativos naturais, culturais e gastronômicos. 

Vale a pena ler o artigo que escrevemos sobre o Martinhal;

https://www.atlantichub.com/2020/09/25/dia-mundial-do-turismo-motivos-para-comemorar/

Confesso, sou um apaixonado por Portugal e trabalhamos a muitos anos fazendo esta ponte  de empresários no Brasil com os mercados do país europeu. Pense no que refletimos neste artigo. 

O turismo está renascendo, ele pode justamente oferecer a você sua nova fronteira de negócios. 

Como começar a empreender no turismo em Portugal?

Agende um momento comigo que terei um enorme prazer em conversar com você.

 

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Os erros mais comuns na internacionalização de empresas

Como tem sido interessante estudar os diversos segmentos de negócios no Brasil para internacionalizar para o mundo através de Portugal. Read more

Afinal, o que é o Franchising?

Afinal, o que é o Franchising? Aqui vai uma breve história Se você é brasileiro, muito provavelmente, pela influência americana, Read more

O que é e como funciona o desalfandegamento em Portugal?

Você sabe o que significa o termo desalfandegamento? A palavra é longa e tem tudo a ver com a exportação Read more

Conhecendo o Bacalhau que tanto amamos

Bem, começo este artigo dizendo que sou um apreciador deste prato. Comer um bacalhau com frequência, confesso que é um Read more