O comportamento do consumidor em Portugal após a pandemia

Tempo estimado de Leitura: 10min

Postado em 16 de julho de 2021 /
Compartilhe:

Quantas vezes durante os últimos meses nos deparamos com o pensamento sobre como será o mundo após a pandemia estar controlada? Bem, os países que fizeram a lição de casa, já estão colhendo os frutos. 

O que verdadeiramente mudou e isso já podemos ver claramente foi o comportamento do consumidor. Não chamo isso de novo normal, mas sim de um novo comportamento, afinal enquanto seres humanos, nós mudamos. 

No artigo do Caos ao Recomeço faço uma reflexão profunda sobre as mudanças que em nossa visão já aconteceram no comportamento humano, mas como sempre, nem todo mundo percebeu. Acreditamos sinceramente que entender o comportamento das pessoas é fundamental para construir negócios de valor, que geram lucro e que podem fazer a diferença no mundo. 

Um dos exemplos desta transformação foi a adoção do trabalho remoto como definitivo para um enorme grupo de profissionais em Portugal. Parece algo óbvio, mas precisamos da pandemia para que isso ocorresse. 

Os desdobramentos, no entanto, desta mudança são enormes. Ao longo dos últimos anos, os da Atlantic Hub, acostumamo-nos com a visão que o marketing em Portugal e quase em toda a Europa além de diferente do Brasil é, se pudermos chamar assim, significativamente mais atrasado.

O ponto é que eles se posicionavam muito mais no que chamamos de off line, mídias impressas, outdoors e TV do que no mundo digital, e com toda as transformações acontecendo no dia a dia em que o digital acabou se tornando predominante, estamos assistindo saltos quânticos em atualização por lá. 

 

 

O ENGAJAMENTO NAS MÍDIAS DIGITAIS EM PORTUGAL ESTÁ EM PLENA ASCENSÃO 

É possível escrever em pedra que estas mudanças que estamos vendo ao longo dos últimos meses são definitivas? Seria complicado afirmar que sim, mas você deve concordar comigo que é muito mais que provável que não seja mais possível voltar plenamente todas as pessoas para o trabalho físico.

Existem, é claro, funções que não seria possível migrar para o online, mas outras que sabemos que era impossível pensar por que isso já não havia acontecido. O que estamos assistindo é o óbvio, mais qualidade de vida e redução de recursos, ficando em casa pelo menos uma parte da semana.

Mas o próprio marketing digital em si está mudando em Portugal. Sobre isso, vale a pena você aprofundar o tema neste material que compartilho com você de um dos especialistas da agência Bauc em Portugal

Logo no começo da pandemia, nosso time do Brasil e Portugal debruçou-se sobre o que estávamos vivendo e começamos a fazer análises daqueles cenários para pensar como poderíamos criar valor para as empresas uma vez que já naquele momento em março de 2020 tínhamos a sensação de que logo depois seria concretizada de que estávamos em uma crise sem precedentes. 

O CENÁRIO PÓS PANDEMIA EXIGE QUE ESTEJAMOS ATENTOS ÀS OPORTUNIDADES E MUDANÇAS 

Dentro dos cenários que construímos, alguns mercados seriam completamente alterados mesmo pensando em uma crise curta. O que estamos vivendo é uma crise longa, porém com traços de mega crash, quero dizer alteração completa de segmentos. 

Você pode conferir todo o estudo feito em abril de 2020 no material disponível em nosso site. O setor de turismo e eventos em algumas análises é terra arrasada. Mas veja, embora as perdas sejam gigantescas, o consumidor irá se relacionar com estes segmentos de uma nova forma.

A questão que está a nossa frente é que primeiro muitas empresas não mais conseguiram continuar no mercado sendo assim outras surgiram e novas oportunidades foram despertadas e criadas. Você está atento em relação como os consumidores poderão comprar novamente estes produtos ou serviços?

Tenha certeza de uma questão, uma nova relação das pessoas entre o que eles consomem e o que realmente está disponível esteja em curso. Lembre-se que há tempos falamos da relação acesso e posse. 

Você deve pensar em como oferecer seu produto e serviço neste contexto. Uma frase que sempre coloco nas centenas de mentorias que faço em projetos, empresas e com empresários é o seguinte:

Se seu produto ou serviço pode ser comprado e levado para casa, fique atento. Você pode estar perdendo seu mercado e ainda não percebeu. Na relação de acesso que estamos vivendo em Portugal, como em toda a Europa, é latente que os consumidores querem fazer “uso” e “experiência” do que você vende, não levá-lo para casa.

 

 

ALGUMAS MUDANÇAS NO CONSUMIDOR JÁ SÃO DEFINITIVAS

Ainda falando sobre o estudo que comentei é importante entender que algumas mudanças no consumidor já podem ser consideradas como permanentes. Uma delas que destaco que também em nosso estudo ficou evidente pode ser percebido na área de saúde. 

Quem não acredita que a área de saúde será o centro das nossas vidas em um mundo em que o medo de novas pandemias e a relação do cuidado com a saúde está cada dia mais em evidência?  

Se o segmento mais impactado com a pandemia com mudanças no mercado e no consumidor foram as áreas de eventos, turismo e alimentação, os segmentos que mais estão crescendo e que também comportam uma enorme mudança de comportamento são as áreas de bem-estar e saúde. 

Ficar atento ao comportamento do ser humano é fundamental, mas entenda, as mudanças já aconteceram e estão acontecendo. Abra também sua mente sobre as transformações, um exemplo interessante é a telemedicina que no Brasil sofria com regulamentações e foi colocada em prática em dias. 

Por quê? Pela urgência, pois a tecnologia já existia. Este é um ponto essencial em relação ao comportamento. Boa parte das tecnologias que serão definitivas para um contexto mais dinâmico de vida com baixo impacto no mundo já existe. 

 

 

AS OPORTUNIDADES EM PORTUGAL SÃO IMENSAS

As oportunidades que temos diante das mudanças comportamentais são imensas. Mas, esteja atento pois elas não perdoam quem perde tempo. Comece agora mesmo a construir seu projeto e colocar oxigênio na concretização. 

Ninguém fará por você o que é trabalho seu. A economia em Portugal está em plena retomada. O consumidor mudou, mas e você? Podemos ajudá-lo com nossa equipe em tudo que você precisa para construir sua empresa em Portugal.

Planejar é fundamental, mas lembre-se, em Portugal somos estrangeiros, esteja na companhia correta. Marque um momento e vamos juntos, embarcar na realização desse sonho.

Nossa experiência de mais de seis anos auxiliando empresários brasileiros para crescer pelo mundo através de Portugal facilita, encurta e inova no seu processo e projeto. 

Se quiser conversar comigo, terei o maior prazer em ajudá-lo neste processo para Portugal.

 

Quer levar sua empresa para Portugal

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


10 passos para franquear a minha marca

Quando você escuta de um cliente que o seu conceito é demais, seguido de um “já pensou em franquear o Read more

Engajamento nas Redes Sociais em Portugal
Engajamento nas redes sociais em Portugal

COMO ASSIM, ENGAJAMENTO? Em Portugal, a palavra engajamento não existe. Para muitos portugueses a expressão fica sem sentido ou poucos Read more

Soluções viáveis para o comércio eletrônico em Portugal
Comércio Eletrônico em Portugal

ADAPTABILIDADE E MUDANÇA DE HÁBITO DO CONSUMO Diria que chega a ser agradável caminhar até um supermercado próximo de casa Read more

Como abrir sua empresa em Portugal sendo brasileiro
Abrir empresa em Portugal

Portugal nos últimos anos tem se destacado como um dos melhores destinos para brasileiros que querem empreender fora do Brasil. Read more