Que tipos de negócios abrir em Portugal?

Tempo estimado de Leitura: 8min

Postado em 6 de outubro de 2021 /
Compartilhe:

A princípio as diferenças culturais entre Brasil e Portugal podem parecer um impeditivo para que o brasileiro pense em abrir um negócio do outro lado do oceano, mas se bem trabalhado e estruturado não faltarão oportunidades de obter sucesso nessa empreitada. 

Validar o modelo de negócio no mercado português pode abrir as portas nos 27 países da União Europeia, além de ser um importante passo na estratégia de globalizar uma empresa.

A nossa língua e a afinidade com os portugueses são excelentes facilitadores para introduzir negócios no país e fundamentais para determinar o tipo de negócio para abrir em Portugal.

Justamente por termos uma indústria altamente competitiva, uma economia instável e com um intricado sistema tributário, o brasileiro tem uma experiência ímpar, o que pode facilitar uma mudança de vida.

Saber atender a demanda do mercado e possuir produtos de qualidade são diferenciais importantes em qualquer tipo de negócio.

 

 

ACEITAÇÃO DE PRODUTOS BRASILEIROS EM PORTUGAL E NO MUNDO

Alguns produtos brasileiros têm boa aceitação em Portugal. Apenas para citar o ramo alimentício é possível encontrarmos açaí, brigadeiro, tapioca e pão de queijo.

Nosso couro, café, carne, depilação feminina (Brazilian wax), estilo de manicure entre outros são mundialmente conhecidos e aceitos.

A indústria da beleza e de cuidados pessoais movimentam bilhões no mundo e uma pesquisa feita pela Euromonitor International indica que o Brasil é o quarto maior mercado do setor. 

Nesse sentido, a percepção de que não basta produzir, mas também ter preocupação com o meio ambiente também gerou a oportunidade de investimento em produtos naturais, veganos e orgânicos. Trata-se de uma tendência que ganha escala mundial. 

Esse setor engloba produtos de higiene, vestuário, alimentos e cuidados pessoais e podem ser excelentes oportunidades para abrir um negócio em Portugal.

A constatação de que há necessidades e desejos comuns a todas as pessoas abre um leque de possibilidades.

O universo feminino, por exemplo, é recheado de nuances e há um grande potencial para o comércio de produtos para as mulheres.

Em outras palavras, dificilmente algo de bom gosto e pensado com esmero é desprezado por qualquer pessoa. Com o público feminino não seria diferente.

Há pesquisas indicando, por exemplo, que homens compram por necessidade de repor algo ou de adquirir alguma coisa que não possuem e que as mulheres compram por impulso quando se deparam com produtos que as agradam, mesmo que não precisem. Soma-se a isso o fato de que compram  para toda a família. 

Ou seja, a mulher que tem poder aquisitivo e de decisão em boa parte do que é consumido, portanto deve ter merecida posição de destaque no mercado. 

Ainda que os estereótipos devam ser evitados, trata-se de uma realidade que não se pode ignorar, o que leva a crer que vale muito a pena investir em produtos para o público feminino e que se considere abrir esse tipo de negócio.

Muitas  vezes a necessidade passa a existir quando nos deparamos com algo interessante ou que resolva um problema do cotidiano e o desafio dos empreendedores é comercializar algo que nem sempre sabemos antecipadamente que precisamos. Muitos produtos foram criados quando nem imaginávamos que se tornariam imprescindíveis.

 

 

MODELOS DE NEGÓCIOS

Produtos personalizados de papelaria, acessórios de couro ecológico e impressão digital em tecidos podem despertar desejo nos consumidores. 

Todo ser humano gosta de se sentir especial e algo personalizado supre muito bem essa necessidade.

Não obstante, as experiências sensoriais e o gerenciamento como os propostos pelo modelo Disney de encantamento colocam o consumidor no centro dos negócios. 

Por associação esse modelo pode ser implantado em qualquer negócio.

A forma que a Disney encanta seus clientes pode ser tema de outro artigo, mas em síntese significa que independente do ramo em que se invista é preciso fidelizar clientes, gerar experiências positivas, ter um atendimento respeitoso, cortês e próximo ao consumidor.

Características brasileiras como  simpatia e criatividade combinam com o lado comercial desde que estejam atreladas ao comprometimento e à qualidade dos produtos. 

Acima de tudo o investimento em treinamento é mandatório e importante.

Implantar programas de descontos a partir da fidelidade do cliente pode ser um atrativo para qualquer mercado e é um importante diferencial competitivo.

Seja como for, a experiência da jornada de compra, principalmente no e-commerce, é algo a ser pensado com cuidado. Se preparar com pesquisas de mercado para compreender o comportamento do público alvo é essencial.

Abrir uma franquia também pode ser uma ótima opção por ser um modelo testado e com investimento e retorno previsíveis. Contudo, não se pode abrir mão de validar os produtos ao gosto dos portugueses.

Além disso, produtos e serviços que facilitem o dia a dia podem ter muita adesão como franquias de limpeza empresarial e residencial, o que cresceu muito por conta da pandemia.

Com a aceleração da digitalização e a necessidade de investir em comércio eletrônico também houve um crescimento na adesão de produtos e serviços exclusivamente virtuais. 

Esse tipo de negócio diminui muito o valor do investimento e é um atrativo para quem deseja empreender com menos dinheiro, além de ser um formato que tende a permanecer. Não obstante, é preciso considerar que a concorrência cresceu muito e é necessário considerar os diferenciais do que se oferece e do atendimento. 

Com o auxílio do marketing digital é possível alavancar uma marca sem que haja loja física, se aprofundando no mercado português, mas sem perder de vista o mercado global.

As inúmeras possibilidades e os modelos de negócios precisam estar alinhados com os valores e as necessidades do mercado português para atender à demanda crescente de brasileiros ou para quem pretende expandir os negócios globalmente. 

Atualmente Portugal tem investido muito na ideia de ser um hub de tecnologia na Europa e é uma grande oportunidade para empreendedores brasileiros surfarem nessa onda, desde que estejam preparados.

A Atlantic Hub faz missões anuais para empresários brasileiros conhecerem o ecossistema de tecnologia português, promovendo visitas a startups, parques tecnológicos e happy hours que visam fomentar o networking.

O Web Summit, maior evento de tecnologia do mundo, é uma ótima oportunidade para fazer negócios por lá também. Portugal encontra-se em um ótimo momento e tem flexibilidade com inúmeros programas governamentais para quem deseja gerar renda e empregos. Vale a pena!

https://materiais.atlantichub.com/missao-web-summit-2021 

 

Quer levar sua empresa para Portugal

 

Sobre a autora,

Ana Julia Vaz Guimarães Sampaio

Jornalista, especialista em marketing e profissional com experiência em inovação, planejamento estratégico, novos negócios, sobretudo na área jurídica e produtora de conteúdo para o site The Impact Lawyers e para a Atlantic Hub.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Portugal: O vale do silício da tecnologia da Europa

Quando é mencionada a região do Vale do Silício, lembramos imediatamente do estado da Califórnia nos EUA. A região fica Read more

BEM MAIS QUE UMA TAPIOCA

Caminhar por Lisboa e utilizar o seu sistema de transporte é sempre uma atração turística. A cidade não preserva seus Read more

Portugal se abre totalmente aos brasileiros. Você está preparado?

Portugal anunciou em setembro de 2021 que está novamente abrindo suas fronteiras aos brasileiros de forma total. Como já é Read more

A importância de uma imersão local para empresários

Conforme a vacinação vai avançando, o que conhecemos como o “normal de antes” volta a tomar forma. O comércio voltou Read more