Quando internacionalizar uma empresa?

Tempo estimado de Leitura: 10min

Postado em 23 de dezembro de 2021 /
Compartilhe:

O momento de internacionalizar uma empresa pode ser bastante difícil de perceber. Caso sua empresa já tenha bons anos de estrada, os sinais são um pouco mais fáceis, mas distante de ser uma situação do dia a dia.

Uma empresa iniciante, porém, pode ter muito mais dificuldades de internacionalizar, uma vez que ainda não se provou válida no Brasil. 

Um negócio saudável é aquele que gera bons resultados líquidos pagando todos os impostos conforme as leis do seu país. Promovendo um ambiente saudável aos colaboradores e inovando em seu posicionamento, seja ele dos produtos ou serviços que oferece. 

Quando analiso negócios, fico surpreso com a quantidade de empresas que não geram resultado financeiro. Ao ver os números com mais acuracidade, percebe-se que boa parte deles não ficam de pé.

Sócios que ganham mais do que a empresa suporta é uma das maiores causas em negócios com mais tempo. Sonegação de impostos é outro grande problema. Muitas empresas se mantêm vivas porque simplesmente não pagam os tributos.

Isso é crime. Com o país e com os concorrentes. Outro e grande pilar das empresas que não prosperam se dá na exploração dos colaboradores. 

Ou as empresas entendem que seu universo deve ser de promoção ou não faz sentido ter uma empresa. 

Para internacionalizar, alguns passos são importantes. Tendo um negócio que já se provou válido, entendo que seja mais fácil, mas longe de ser certeiro em outros mercados.

Fazer sentido no Brasil e dar lucros já representa uma grande vitória. Mas para internacionalizar é necessário mais. 

Sobre isso, quero aprofundar com você neste artigo. Vamos a jornada que pode levar sua empresa a um segundo estágio. Venha comigo rumo ao mundo!

 

SUA EMPRESA FAZ SENTIDO FORA DO BRASIL?

Uma pergunta que sempre faço ao empresário quando ele nos procura para internacionalizar sua empresa é: “Qual visão você tem do produto ou serviço que deseja internacionalizar e como você enxerga o mercado consumidor?”.

No Brasil, temos uma dimensão de mercado e diversidade de consumidores incríveis. Pelas nossas dimensões geográficas e culturais, de uma região a outra, em alguns casos, você até pode dizer que vender em outra região do Brasil é um processo similar a internacionalizar.

Sabemos bem que algumas regiões do Brasil tem produtos que fazem sentido e que se levadas a outras regiões, provavelmente não teriam clientes.

O caso da erva mate é um exemplo. Imagine consumir erva mate em Sergipe? Isso não é diferente no Brasil. Nem tudo que é consumido no Brasil terá consumidor em outro país.

Nosso regionalismo e costumes podem, em muitos casos, fazer sentido, mas apenas no Brasil. Em se tratando de analisar se um produto ou serviço faz sentido em outro país, não existe paixão, mas sim análise de dados.

Fazer um estudo de aderência de mercado do seu produto ou serviço deve ser o ponto de partida antes de qualquer investimento.

O que faz sentido no Brasil pode não fazer sentido em outro país. Sendo assim, estudo antes de colocar dinheiro ou envolver pessoas em um projeto que pode não dar certo.

MINHA EMPRESA TEM MATURIDADE PARA INTERNACIONALIZAR

Quando o momento de internacionalizar começa a ser percebido, o empresário deve estar atento ao estágio da sua empresa.

Algumas perguntas em um processo de internacionalização são feitas à exaustão. Você tem controle contábil e financeiro estruturado? Internacionalizar é uma oportunidade no seu radar ou sua empresa deseja abrir novos mercados?

Internacionalizar está ligado a um momento da sua empresa ou ao seu projeto de vida? Quem irá liderar este projeto em Portugal?

Estas são apenas algumas das muitas questões que você precisará responder. Não deixe de refletir sobre o porque a internacionalização surgiu em seu radar. 

Um produto ou serviço com aparente mercado no exterior não é a melhor razão, assim como querer faturar em euros também não.

Maturidade para internacionalização passa muito além de um bom produto ou serviço

 

 

ENQUANTO EMPRESÁRIO, EU ESTOU PREPARADO PARA INTERNACIONALIZAR?

Ter alguém para liderar o projeto de internacionalização é essencial. Mas será que enquanto empresário eu estou preparado para esta nova jornada?

Um novo país, uma nova cultura, novos desafios e a enorme possibilidade de crescimento pessoal e empresarial devem estar na sua mente. 

Um fato que sempre refletimos em conjunto com nossos clientes é se o projeto de internacionalização é também um projeto de vida. 

Se a resposta é sim, ele é um projeto de vida, inevitavelmente surge o questionamento se ele já combinou com sua família

Muitos projetos não decolam porque o conjunto envolvido não está alinhado como o empresário ou empresária que quer internacionalizar e mudar também a vida.

Sugiro que de forma clara, envolva todos e discuta à exaustão o que é melhor para vocês. 

O MOMENTO DE INTERNACIONALIZAR CHEGOU, COMO MINHA EMPRESA DEVE ESTAR PREPARADA

Se você chegou até este momento comigo é que muitas questões que você leu fazem sentido na sua vida. 

Internacionalizar é uma jornada épica. Lembre-se, muitas novas variáveis estarão em seu radar. Mas acredite, esse é um projeto que vale muito a pena. 

Estruture, crie um roteiro e seja disciplinado em executá-lo. Por onde começar? Bem, você não está sozinho. 

Nossa expertise é internacionalizar empresas. Não acreditamos em fórmulas mágicas, mas sim em um processo estruturado de inovação para a internacionalização.

Logo nas primeiras reuniões expomos um cronograma onde deixamos claro que você precisará ter pelo menos quatro horas por semana de dedicação com nosso time de projetos. 

Reuniões semanais para a execução do projeto que criamos em conjunto com seu time envolvido garantem, ao longo dos meses, a consistência e criação da nova empresa em Portugal. 

Um processo de internacionalização não é a garantia do sucesso, mas ele pode evidentemente reduzir enormemente os atritos e levá-lo a novos mercados. 

 

 

PORTUGAL É APENAS A PORTA DE ENTRADA

Portugal é apenas a porta de entrada para a Europa. Estando com os pés neste pequeno país você conseguirá iniciar suas operações para o restante do mundo.

Como já disse, em Portugal você não está sozinho. Nosso time de projetos fica em Lisboa em nossa sede. No Atlantic Station você poderá instalar sua empresa fisicamente bem como desenvolver conosco os programas de acesso ao mercado e a financiamentos. 

De Portugal, começaremos com seu time uma jornada rumo aos demais países da Europa e para os demais continentes. 

Venha bater um papo comigo e terei o maior prazer em ajudá-lo em sua jornada para as terras portuguesas. Agende um momento para conversarmos e juntos discutiremos seu futuro em Portugal.

Forte abraço! 

 

Quer levar sua empresa para Portugal

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Economia em Portugal atualmente

A economia portuguesa tem mostrado nos últimos meses uma retomada bastante significativa. Claro que diante de tanta queda em função Read more

As leis que envolvem a abertura de uma empresa em Portugal

As relações históricas entre Brasil e Portugal e a atual configuração socioeconômica dos países irmãos têm influenciado uma nova onda Read more

Empreender e morar em Portugal: confira as opções

Portugal é um dos destinos mais escolhidos pelos brasileiros que desejam viver a experiência de morar fora ou empreender. Na Read more

Portugal: perspectivas de mercado para 2022

Quase tudo nas nossas vidas mudou: o nosso local de trabalho, a forma como vivemos, as nossas relações, como nos Read more