Tipos de investimento em Portugal

Tempo estimado de Leitura: 9min

Postado em 18 de março de 2022 /
Compartilhe:

Ganhar mais dinheiro é o desejo da maioria das pessoas. Porém, a verdade é que, para fazer o capital render, é preciso muito mais que uma simples vontade. É necessário entrar em ação. Uma ótima opção para multiplicar os seus recursos é fazer escolhas certas como, por exemplo, investir em Portugal.

Portugal tem hoje um dos mais vibrantes ecossistemas de empreendedorismo europeu, decorrente dos investimentos realizados na última década em qualificação de recursos humanos, infraestruturas e tecnologia, que proporcionam enormes oportunidades para quem pretende lançar ou investir em novos negócios. Neste artigo, discutiremos as principais formas de investimento no país para brasileiros e quais vistos beneficiam tais práticas.

 

 

Por que investir em Portugal?

É tamanha a consistência de resultados na educação que Portugal hoje recebe informalmente a alcunha de “estrela ascendente da educação internacional” – e fez isso sem apostar em nenhuma grande estratégia educativa, mas investindo nas pessoas que formam a comunidade escolar, especialmente as mães e as crianças de 0 a 6 anos.

O Brasil passa por um momento delicado na economia e, principalmente, na política. Essa instabilidade das instituições acarreta insegurança e receio nos investidores, que preferem alocar os seus recursos em nações mais estáveis e confiáveis economicamente e Portugal tem se mostrado um excelente local para investimentos.

Com uma localização privilegiada, com acesso aos mais diversos cantos do continente europeu e um contingente populacional composto por mão de obra jovem e qualificada, Portugal vem atraindo o interesse de empresários do mundo todo.

O país também teve um significativo crescimento econômico nos últimos anos. Além disso, Portugal é a porta de acesso para 500 milhões de pessoas na Europa e 250 potenciais consumidores que falam a língua portuguesa. Alguns dos seus benefícios oferecidos a investidores são:

    •    trabalhar e morar em Portugal;

    •    levar a sua família;

    •    circular livremente pelo espaço Schengen (26 países europeus);

    •    requerer residência permanente após 5 anos;

    •    requerer nacionalidade portuguesa após 6 anos.

 

Vistos para investidores estrangeiros

Alguns vistos específicos são mais indicados para quem pretende investir ou empreender no país. São eles:
•    Golden Visa: O programa Visa Gold ou ARI (Autorização de Residência para Atividade de Investimento) destina-se a ser atribuído a quem não seja cidadão do território da União Europeia ou do espaço Schengen e preencha determinados requisitos relacionados com investimento, aquisição de imóveis ou criação de emprego. 
Além disso, é a maneira mais fácil de obter uma autorização de residência temporária, válida por um período de um ano a partir da data de emissão da licença e renovável por períodos sucessivos de dois anos. 

A licença temporária pode tornar-se permanente após 5 anos, se as condições exigidas forem respeitadas. Para se inscrever no programa Golden Visa, é necessário fazer um dos seguintes investimentos:

    •    Aquisição de imóvel de, pelo menos, Є 500.000,00.

    •    Transferência de capital de um milhão de euros ou mais (incluindo investimento em ações).

    •    Criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho.

    •    Aquisição de imóvel com mais de 30 anos ou localizado em áreas de reabilitação urbana, com objetivo de ser reestruturado, cujo valor seja igual ou superior a Є 350.00,00

    •    Transferência de capital igual ou superior a Є 350.000,00 para investimentos em atividades de pesquisa realizadas por instituições científicas, públicas ou privadas, participando do sistema científico e tecnológico nacional.

    •    Transferência de capital igual ou superior a Є 250.000,00 destinada a ser investida em ações de produção artística ou suporte artístico, bem como na reconstrução ou recuperação do patrimônio nacional através de autoridades centrais ou locais, entidades públicas, empresas públicas, fundações públicas, fundações privadas de interesse público, entidades locais em rede, organizações locais do setor empresarial, associações locais e associações culturais públicas que desenvolvem atividades de criação artística ou de reabilitação ou manutenção do patrimônio cultural.

    •    Transferência de capital igual ou superior a Є 500.000,00 destinada a comprar ações em fundos de investimento ou em capital de risco direcionado à capitalização de pequenas e médias empresas.

O custo de obtenção do visto gira em torno de 533€, com 5.325€ adicionais para emissão de cada autorização de residência.

•    Visto D2: O visto D2 tem o objetivo de fornecer autorização de residência a estrangeiros que queiram estabelecer atividade empresarial no país, tendo contrato ou proposta escrita de contrato de prestação de serviços de profissões liberais e possua habilitação para exercer atividade independente, se necessário. 
Pode ser solicitado por imigrantes que pretendam abrir um negócio próprio em Portugal e demonstram ter capacidade financeira para fazer este investimento no país ou trabalhadores autônomos que pretendam trabalhar em Portugal e já tenham um contrato de trabalho ou proposta de trabalho no âmbito de uma profissão liberal. 

Para os imigrantes empreendedores, é preciso cumprir um destes requisitos:

    •    Ter feito uma operação de investimento em Portugal;

    •    Comprovar ter meios financeiros no país (se incluem os meios que foram obtidos através de um financiamento feito em uma instituição financeira portuguesa) ou demonstrar a intenção de fazer um investimento no país;

    •    Comprovar a relevância econômica, social, científica, tecnológica ou cultural do seu investimento para o país.

 

 

Melhores áreas para investir em Portugal

Você já sabe que Portugal é um excelente país para se investir. Para os brasileiros a situação é ainda melhor, principalmente pela facilidade representada pelo idioma comum.

Turismo: Grande parte dos brasileiros que saem do Brasil para trabalhar e investir em Portugal aposta no turismo como uma grande estratégia.

Com paisagens belíssimas, clima agradável, culinária diferenciada e um território pequeno, possível de ser visitado em poucos dias, Portugal é um destino bastante procurado, principalmente pelos europeus e americanos.

Imóveis: Outro grande atrativo da economia portuguesa é o setor imobiliário. Morar em Portugal ainda custa três vezes menos que residir nas adjacências da Torre Eiffel, em Paris, por exemplo.

E essa qualidade de vida aliada a preços módicos tem chamado a atenção de muitas pessoas para as vantagens de residir em terras lusitanas, aquecendo o mercado imobiliário.

Startups: Outra ótima opção de investimento em Portugal e que também está no ranking das preferidas dos brasileiros são as startups.

O número desses empreendimentos no país tem aumentado bastante e o governo incentiva a criação de mais empresas em seu território.

Serviços: O setor de serviços é outro segmento no qual os brasileiros costumam investir seus recursos, seja capital, seja a sua força de trabalho.

Portugal tem grande demanda por alguns serviços menos especializados. Com isso, vários brasileiros, sobretudo mulheres e intercambistas, realizam, por exemplo, a função de baby-sitter, tomando conta de crianças enquanto os pais precisam ficar fora de casa.

E-commerce: O comércio eletrônico é uma forte tendência em todas as partes do mundo, e no país lusitano não seria diferente. O serviço tem demanda crescente por lá. As principais vantagens dessa área se relacionam com os custos.

Não é preciso possuir espaço físico ou contratar muitos funcionários para fazer uma loja virtual operar. Além disso, os produtos podem ser vendidos para diversas áreas do mundo. Trata-se, portanto, de uma excelente opção para os brasileiros que desejam investir em Portugal.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Atlantic Connection 2022: A 6ª edição do maior evento sobre o ecossistema Brasil e Portugal

Como nos anos anteriores, o segundo semestre promete! O Atlantic Connection já tem data marcada e garante reunir a comunidade Read more

Como funciona o setor de investimento em Portugal

Em termos globais, 2020 foi um ano turbulento e de mudanças no que diz respeito ao mercado da gestão de Read more

Custo para empresas em Portugal em 2022

Em Portugal, o número de empreendedores tem vindo a aumentar nos últimos anos. No entanto, o processo para abrir uma Read more

Visto D2 para empreendedores em Portugal: o que é e como adquirir

Se você quer abrir uma empresa em Portugal ou quer trabalhar no país como autônomo, saiba que existe uma possibilidade: Read more