A espiritualidade do Calvário Húngaro em Fátima

Tempo estimado de Leitura: 10min

Postado em 19 de maio de 2022 /
Compartilhe:

Você já esteve em um lugar que parecia ter parado no tempo? Já teve aquela sensação de déjà vu? Bem, gosto de ter estas sensações na vida e pude sentir isso em Calvário Húngaro, em Fátima.

Elas nos lembram que estamos presentes. Simplesmente não é possível sentir tais sensações se não estivermos de corpo e alma presentes.

Vivi grandes experiências em Portugal no ano de 2021. Nem só de trabalho vive o homem, assim como saudável mesmo é ter harmonia na vida.

Pender para um lado ou outro gera enormes crises. Lembra daquela história de equilibrar pratos? Em algum momento um deles cai. 

Não dá para passar uma vida equilibrando vida pessoal, profissional, espiritual ou ainda o cuidado com o corpo.

Tudo isso precisa estar em harmonia. Falando nela, nesta minha estadia em Portugal, tive excelentes experiências em todos os aspectos da vida. Para você ter ideia, nos quase três meses que estive em Portugal em 2021, escrevi mais de 30 artigos. 

Escrevi sobre tudo, negócios, análises de mercado, experiências gastronômicas e turísticas e sobre o espiritual.

Sobre esse campo da vida extremamente importante quero dedicar este artigo. Minha experiência aqui narrada se passa em lugar único. 

Na cidade de Fátima, em Portugal, há um caminho pouco conhecido da maioria. Ele se chama Calvário Húngaro.

Foi indicado para mim através de um destes irmãos de vida que ao longo da nossa existência vamos conhecendo, ou melhor, reconhecendo. 

Eles também expressam em sua presença o Deus de amor que tanto desejamos encontrar. Gratidão Tiago Prandi por ser um irmão em minha vida.

Venha comigo neste caminho. Como se diz em Compostela, Buen Camino! 

Aproveita Cascais! Mas se você quiser conversar e compreender mais sobre Portugal, agende um momento para conversarmos e juntos discutiremos seu futuro em Portugal.

O Calvário Hungaro, em Fátima

O Calvário Húngaro está localizado no Monte dos Valinhos e pertence ao Santuário de Fátima, na cidade de Fátima, em Portugal.

É um lugar próximo ao Santuário, rodeado por uma extensa área verde. Ao adentrar no Monte dos Valinhos, é perceptível a forte espiritualidade de paz e tranquilidade desse ambiente.

Nesse local, caminho percorrido pelos Pastorinhos (jovens portugueses que afirmaram terem visto Maria mãe de Jesus), construiu-se as estações da via-sacra (a via sacra marca os momentos em que Jesus carregando a cruz, cai com ela.), que termina no Calvário Húngaro, cujo nome oficial é “Calvário Húngaro Cardeal Mindzenty”. 

A inspiração da Construção do Calvário Húngaro surgiu por meio de dois sacerdotes húngaros, padre Elias Kardos e padre Luís Kondor.

Estes sacerdotes enxergaram nas mensagens de Fátima “luz” de Deus para o povo húngaro que vivia sob a pressão da ditadura do comunismo e a perseguição da Igreja após a II Guerra Mundial.

Os dois sacerdotes húngaros entenderam que as promessas de Nossa Senhora contidas na mensagem de Fátima também eram para o povo húngaro. 

Desse modo surgiu a ideia de construir em Fátima um Calvário com 14 estações, que contou com o auxílio do povo húngaro.

Por trás do grande monumento artístico e potente do Calvário Húngaro e das estações da via-sacra, está contida a história de um povo que foi atendido por Nossa Senhora.

O caminho a percorrer das estações da via-sacra até o Calvário Húngaro convida o peregrino a refletir sobre o laço misterioso de amor entre o povo húngaro e a mensagem de Fátima que é, particularmente, de graça e misericórdia.

Diante do mistério apenas cabe o silêncio

Quando chegamos no Calvário Húngaro, confesso que não estava muito conectado com o local. Estava eu com minha companheira e um casal de amigos.

Conversas, risadas e bons momentos de troca. Afinal a vida é feita destes momentos. Começamos ali uma viagem rumo a Serra da Estrela e a parada em Fátima era um pedido dos nossos amigos.

Eu já havia estado em Fátima algumas vezes, mas jamais pisado neste local. Ao começar o trajeto que não leva mais que 20 minutos, comecei a sentir por dentro um frio que sempre me remete às experiências espirituais que já tive.

O caminho foi alegre, leve e cheio de simbologias. Um peregrino de Santiago de Compostela encontrado pelo caminho com seu lindo cão. Uma brisa que lembrava do frio que naquele momento estava, mas também do calor que nunca cessa. 

Ao percorrer o caminho, chegamos a uma praça onde uma bela igreja estava no seu centro. Naquele momento, toda a história do lugar já havia sido contada a nós por um senhor local que ao ser perguntado, falava sem parar das suas experiências ali.

Subimos a igreja e do alto víamos todo o caminho. Descemos e ali, ao descer novamente, o frio no estômago mostrava sua presença em mim.

Entrei na igreja e me sentei em frente ao altar em um momento de contemplação e silêncio.

Não queria dizer nada, mas sim sentir aquele momento. A imagem do sacrário tantas vezes vistas por mim ali parecia dizer algo.

O frio, mais próximo, era percebido por todo meu corpo. Em instantes, apenas lembrei-me de agradecer a tudo que tinha.

Meus filhos, minha companheira, meus pais, meus irmãos e todos que amo. Em instantes, parecia que eu havia retornado a minha infância.

Leveza, beleza e alegria. A vida é bela quando é simples. Daqueles momentos, entendi por que Fátima estava no roteiro.

Era um novo encontro com Maria, com Jesus e com minha fé. Deste momento, acredito que uma nova chama começou a aquecer meu coração. 

Do mistério sentido, nasce a alegria de estar vivo

Se você tem fé, acredito que este texto faz sentido a você. Esqueça o que nos distancia pois sei que falar de religião em muitos casos causa conflito.

Espiritualidade, essa sim nos une. Deus é feminino e sobre isso não tenho dúvida. Em sua face mais bela, com certeza será na docilidade do feminino e no acolhimento amoroso de mãe que perceberemos o amor do criador.

Graça é quando entendemos o que nos leva a viver o amor. Tudo que nos distancia do amor gera espaço para o mal.

Lugar e corpo que reina Graça, reina o Deus verdadeiro que é Deus de amor.

Bem, isso não tem nada de religião, afinal como filósofo e teólogo aprendi a separar as coisas. Mas lembre-se:

Tudo que vale a pena na vida é intangível e intocável. Amor, fé, sensações e prazer não podem ser tocados, apenas sentidos. 

Valorize o intangível que estará dando valor a tudo que vale a pena em uma vida. Para isso, esteja presente.

Visite Fátima e o Calvário Húngaro! Se você quiser conversar e compreender mais sobre tudo que escrevo e vivo em Portugal, agende um momento para conversarmos e juntos discutiremos seu futuro em Portugal.

Forte abraço!

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:
Tags:

Posts Relacionados


Conheça os principais feriados em Portugal

Todos ansiamos por uma pausa na rotina e a verdade é que os dias com feriados são os mais esperados Read more

Autorização para residência permanente em Portugal: saiba como funciona

Se você está pensando em se mudar para terras lusas, será necessária a autorização de residência permanente em Portugal. Com Read more

Salário mínimo de Portugal em 2022

Um dos principais questionamentos da atualidade atualmente é sobre qual o valor do salário mínimo de Portugal em 2022. Esse Read more

Missão Empresarial como conexão entre empresários e entidades

A missão empresarial nasceu na Atlantic Hub como uma espécie de MBA em internacionalização. Nos nossos sete últimos anos, os Read more