Imposto de Renda em Portugal para brasileiros: saiba como funciona

Tempo estimado de Leitura: 7min

Postado em 17 de junho de 2022 /
Compartilhe:

Quando mudamos de país, é necessário entendermos quais são as novas obrigações e como funciona o pagamento de impostos para garantir que a vida tributária se mantenha organizada e sem pendências. 

Em Portugal, assim como em outros países, uma das obrigações mais importantes é prestar contas anualmente para as Finanças (Autoridade Tributária e Aduaneira). Esse assunto pode parecer um pouco complicado, mas queremos torná-lo um pouco mais fácil de entender. Confira a seguir algumas dicas!

 

O QUE É IRS EM PORTUGAL?

 

O IRS é o Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares, o Imposto de Renda em Portugal

Todos os cidadãos residentes no país que possuem rendimentos têm a obrigação de entregar a declaração anual. Assim, o IRS para brasileiros também pode ser uma obrigação.

 

QUEM PRECISA DECLARAR O IRS?

 

Pela regra, todas as pessoas que são residentes fiscais em Portugal devem declarar o Imposto de Renda. 

Portanto, se você já está legalmente em território português há mais de 183 dias e trabalha no país, provavelmente deverá entregar sua declaração. Isso porque, passado esse período, um cidadão estrangeiro passa a ter domicílio fiscal em Portugal. 

Além dessa situação, os cidadãos que não são residentes em Portugal, mas têm rendimentos obtidos no país podem também estar sujeitos à entrega da declaração. Nesse caso, para confirmar a obrigação, é preciso avaliar a situação.

Caso tenha dúvidas quanto à obrigação de entrega, o ideal é que você consulte um contabilista (contador) ou um advogado tributarista, para buscar esclarecimentos sobre a obrigação contributiva.

Existem ainda algumas situações que permitem a dispensa da entrega de IRS. Para 2022. 

Não precisam entregar a declaração dos contribuintes que tiveram:

– Rendimento de trabalho dependente ou de pensões até o valor de 8.500,00 euros, se estes não tiveram tributação na fonte;

– Rendimentos que foram tributados por taxas liberatórias;

– Subsídios ou subvenções da Política Agrícola Comum (PAC) em valor superior a 1.755,24 euros (o mesmo equivalente à quatro vezes o IAS de 2021 – 438,81 euros). 

– Rendimentos provenientes de atos isolados até o valor de 1.755,24 euros (valor equivalente à quatro vezes o IAS de 2021 – 438,81 euros).

A entrega da declaração de Imposto de Renda em Portugal em 2022 (com referência ao ano de 2021) deve ser feita entre 1 de abril e 30 de junho. Os reembolsos, para quem tiver direito a recebê-los, devem ser pagos pelas Finanças até o dia 31 de julho.

 

Leia também: Regime Fiscal do Residente Não Habitual: saiba o que é e como se inscrever

 

REGRAS PARA O IMPOSTO DE RENDA EM PORTUGAL PARA BRASILEIROS

 

As regras aplicadas aos brasileiros são as mesmas aplicadas aos demais contribuintes: o valor do imposto é calculado com base no valor dos rendimentos obtidos no ano fiscal anterior, sobre o qual é aplicada uma taxa.

Em Portugal, a faixa de obrigação contributiva para o IRS é chamada de escalão. De acordo com o seu enquadramento (segundo o valor dos seus rendimentos), será calculado o valor do imposto.

 

IRS PARA BRASILEIROS APOSENTADOS EM PORTUGAL

 

Até pouco tempo atrás, os aposentados brasileiros com residência em Portugal não precisavam pagar o Imposto de Renda no país. 

A situação mudou depois da aprovação do Orçamento do Estado de 2020 e agora as pensões recebidas do Brasil podem ser tributadas com a alíquota de 10% sobre o valor da aposentadoria.

Além disso, é importante frisar que os aposentados brasileiros podem ter um desconto de 25% na fonte no Imposto de Renda do Brasil, pelo fato de receberem a aposentadoria fora do país. 

Essa regra vai contra o desconto que é aplicado aos aposentados que vivem no Brasil. Para eles, os descontos na fonte são aplicados progressivamente, conforme o valor do benefício, conforme os percentuais da tabela progressiva do Imposto de Renda vigente.

É possível ajuizar uma ação na justiça para requerer o cancelamento do desconto de 25% do imposto brasileiro.

 

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Endereço fiscal em Portugal: como adquirir o seu

Se você tem intenção de morar, ou abrir ou internacionalizar uma empresa em terras lusitanas, então este artigo foi feito Read more

5 erros jurídicos que as empresas cometem em Portugal

No artigo de hoje, você verá quais são os cinco erros jurídicos mais comuns que as empresas cometem ao tentar Read more

Portugal, um dos países queridinhos para congressos e convenções

De acordo com o relatório da Associação Internacional de Congressos e Incentivos  (ICCA) relativo a 2019, Portugal foi o 10º Read more

Estações do ano em Portugal

Se você pretende marcar a sua primeira viagem para fora do Brasil, e escolheu o território português como destino, aconselhamos Read more