Atlantic Connection 2022, percepções e insights

Tempo estimado de Leitura: 13min

Postado em 9 de setembro de 2022 / ,
Compartilhe:

O Atlantic Connection 2022 retorna ao formato presencial e neste ano, literalmente, se consolida como o principal evento do Brasil quando o tema é internacionalizar por Portugal.

Nesta sexta edição, tive novamente a oportunidade de estar à frente deste evento, no palco principal, mediando, refletindo e construindo conhecimento sobre as diversas possibilidades e desafios que existem para quem deseja internacionalizar

Confesso que dez horas de evento não é para os fracos. Também neste quesito, deixo aqui meu relato de felicidade às mais de 300 pessoas que estiveram presentes e as milhares on-line que acompanharam, participaram e fizeram do Atlantic Connection 2022 um sucesso. 

A qualidade dos painéis e a exposição dos palestrantes trouxeram novos pontos de vista em dezenas de questões. 

Cito, por exemplo, a fala do presidente da Câmara Portuguesa de São Paulo, Nuno Rebelo de Souza, que logo na abertura comentou que o grau de intensividade dos empresários brasileiros interessados em internacionalizar já era sensivelmente maior que antes da pandemia.

Sim, acreditamos também nesta informação. Na verdade, sentimos na prática a quantidade de empresários e empresárias que nos procuram para fazer os mais diversos programas que temos. 

Se o primeiro passo para quem quer internacionalizar é sempre compreender se existe mesmo aderência do seu produto ou serviço com o mercado de Portugal, o segundo é efetivamente começar quando os resultados do estudo de mercado Market Fit são positivos. 

Convido você a percorrer comigo o evento deste ano e aprofundar alguns pontos que foram, para mim, os mais interessantes no Atlantic Connection 2022

 

OS PRIMEIROS MINUTOS DO ATLANTIC CONNECTION 2022

 

Começamos com alta adrenalina. Casa cheia, luzes e som para compor o cenário perfeito. Em uma tela led gigante, iniciamos com um vídeo sobre  nossa vinda de Portugal para o Atlantic Connection 2022. De fato, foi assim que ocorreu.

A menos de um mês, eu estava em Portugal, voltei para o evento e trouxe comigo mais dois sócios. Como eu, mais de 20 participantes do evento deste ano eram de Portugal. 

Sabedoria e resiliência foram as palavras que marcaram este início de evento. Nas falas do Presidente da Câmara Portuguesa e do Cônsul Geral de Portugal em São Paulo, ficaram evidentes que o mundo retomou em alta o seu interesse por Portugal.

As apresentações seguintes reforçaram esta temática, pontuando a necessidade de sempre estar em mãos corretas, quando o assunto é internacionalizar. Afinal, são quase 10 anos que desenvolvemos este trabalho. 

Agentes de desenvolvimento de negócios no Brasil e Portugal, tais como Sebrae Nacional, Apex Brasil, AICEP e Brasil Lab, tiveram falas e, dentre elas, a articulação criada pela Atlantic Hub, entre estes dois países, é motivo de destaque, reconhecimento e confiança

Somos efetivamente a ponte entre estes dois países quando o tema é negócios. Isso não resta dúvida.  

 

ENSINAMENTOS DOS PAINÉIS E PALESTRAS

 

Conteúdo, conhecimento e casos práticos sempre foram marcas importantes do Atlantic Connection. Este ano, porém, destaco os exemplos de clientes como demonstração do processo já vivido por eles, de internacionalizar

Francisco da Mata, da TCIA, Antonio Loureiro, da Conquest One, e Guilherme, da Brasil Lab, apresentaram em seus painéis como as três empresas já percorreram este caminho apontando desafios e aprendizados. 

O destaque foram as lições do CEO da TCIA em relação à liderança. Confesso que vale a pena você assistir ao evento em nosso canal no Youtube e ouvir as respostas dele quando questionei como ele havia criado uma empresa do zero, saindo de um colaborador para mais de trezentos, tendo a admiração deles como ponto forte. 

No painel sobre marketing digital em Portugal, Flávio Horta, da Digitalks, conversou com empresas já internacionalizadas sobre as diferenças entre os dois países. Mesmo tendo evoluído na pandemia, o digital na Europa ainda oferece boas oportunidades de negócios.

Vistos e nacionalidade foram temas discutidos e apresentados no painel liderado por Flávio Martins Peron, da Nacionalidade Portuguesa

Nosso CEO, Eduardo Migliorelli, trouxe de forma leve, com Fernando Senise, do Brasil Salomão, inputs e insights sobre a constituição de empresas em Portugal e a importância dos contratos. 

Este, inclusive, deveria ser um ponto de atenção para nós brasileiros. Na Europa, um contrato tem importância imensa. Ter bons advogados ao nosso lado é essencial.

Sobre isso, cabe afirmar que construímos um Hub e não apenas um soft landing. Temos, hoje, um ecossistema que pode ajudá-lo em todas as etapas. 

 

OPORTUNIDADES, MERCADO EM EXPANSÃO CADA PAINEL UM APRENDIZADO

 

Ariel, da MDS Seguros, trouxe um olhar sobre este mercado. A quantidade de oportunidades que existem no segmento de seguros é realmente algo a refletir. 

Portugal tem um comportamento nesta área muito parecido com o Brasil. Muitas oportunidades podem surgir quando uma empresa está bem posicionada. O mercado de Cybersegurança é um dos exemplos que oferece condições de internacionalizar.

No painel “Empresas Portuguesas no Brasil”, EDP, Beta I e o Grupo Martinhal apresentaram a outra face desse mercado: quais os desafios de uma empresa de Portugal ao desejar entrar no Brasil. 

Eduardo Correa, do Tagus Park, parque tecnológico responsável por 13% do PIB de Portugal, mostrou como empresas e governos podem ser catalisadores de investimentos e novos negócios

Nosso sócio, João Cabral, fechou os painéis na Atlantic Connection 2022 apresentando como os programas de resiliência da União Europeia e o Portugal 2030 podem ser interessantes na captação de recursos para empresas já em operação.

Temos especialistas e condições de ajudar empresas brasileiras neste processo de submissão dos projetos. 

O Atlantic Awards premiou também a startup que irá para o Web Summit conosco. A Startup Mimo participará da nossa missão que, este ano, deve levar mais de 500 empresários do Brasil para Portugal. 

 

NETWORKING DE ALTA QUALIDADE EM MUITOS MOMENTOS

 

Uma das dinâmicas do Atlantic Connection 2022 foi intercalar muito conteúdo com momentos intensos de networking

Paradas entre blocos de palestras para um café e um pastel de nata ofereceram oportunidades para que mais pessoas conseguissem se conhecer e fazer trocas verdadeiras. 

Logo no começo do evento, fiz uma dinâmica para este quebra gelo, mas foi ao longo do evento que muitos puderam construir boas possibilidades de negócios e sair com o celular cheio de novos contatos. 

Vinicius Lucio, da Agência Black Beans, participante do evento, comentou em um momento sobre a sua satisfação em conversar com dois empresários e marcar reuniões com eles. 

No presencial podemos realmente nos conectar de forma única. Vinicius Lucio personifica o que acreditamos. O melhor disso tudo é que ele já comprou sua missão para o Web Summit conosco. 

 

INTERNACIONALIZAR COM O PARCEIRO CERTO

 

No Atlantic Connection 2022, nós, da Atlantic Hub, consolidamos tudo o que temos em termos de processo de internacionalização, afinal somos uma consultoria, mas efetivamente mostramos como as empresas que estão conosco e são nossos clientes fazem isso acontecer. 

Internacionalizar não é fácil. Essa é uma maratona. Mas com o parceiro certo você será inserido em um ecossistema, não apenas em um serviço.

Compreender como nos posicionamos e fincamos nossas raízes nos dois países é essencial para que você possa estar conosco. Convido você a navegar no nosso site e conversar comigo para que, juntos, possamos começar sua internacionalização.

 

BACALHAU, VINHO PORTUGUÊS E PASTEL DE NATA

 

Desta vez, também criamos uma experiência diferente na Atlantic Connection 2022. Primeiro porque o espaço na Casa de Portugal ofereceu a dinâmica e comodidade de estarmos no mesmo andar, mas em ambientes diferentes com a área de eventos e a área de alimentação. 

Conforto também é importante quando estamos falando de experiência. Se a estrutura de som e vídeo foi impecável, a alimentação também não foi diferente. 

Bom café, sanduíches e bolachas ajudaram a começar o dia. No almoço, salada fresca, bacalhau e carne, alimentaram o corpo e o prepararam para a parte da tarde.

Mas no final do almoço, não faltou o café com os deliciosos pastéis de nata feitos na própria Casa de Portugal

Claro que não poderia faltar vinho. Em nosso final de dia, um bom vinho português trouxe a leveza para elaborar todo o conteúdo aprendido, obviamente abrindo inúmeras possibilidades para novos negócios. 

 

CASA DE PORTUGAL, NOSSA CONEXÃO DE SÃO PAULO PARA PORTUGAL

 

Nossa casa também é a Casa de Portugal. Fundada em 1965 por imigrantes luso-brasileiros para abrir a tradição e os costumes de Portugal, esta casa reúne tudo que precisamos para nosso Atlantic Connection 2022.

Tendo sido o lar durante sua história do Consulado de Portugal em São Paulo e da Câmara Portuguesa, hoje se destaca como local de encontro de todos que têm interesse em Portugal.

Tradição com negócios e modernidade, foi o que reunimos no Atlantic Connection 2022

Participar do Atlantic Connection é participar do ecossistema de negócios de Portugal estando no Brasil. Ao longo deste artigo, percorri um pouquinho o que foi nosso evento. 

Siga em nossos canais todo material produzido e acesse em nosso canal do Youtube os vídeos dos painéis. Não deixe de estar conosco em 2023. 

Portugal, começa por aqui! Atlantic Connection!

Quer saber mais? Conte conosco! Marque um momento comigo. Juntos percorremos todo o caminho para efetivamente você começar sua internacionalização para o mundo através de Portugal

Forte abraço e até o próximo conteúdo. 

 

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Atlantic Awards e a melhor startup brasileira de 2022

O Atlantic Connection já aconteceu, mas desde o evento nós só conseguimos pensar em uma coisa: o impacto que nosso Read more

Requisitos para entrada de brasileiros em Portugal em 2022

Planejamento uma viagem para a Europa? No conteúdo de hoje, vamos te apresentar os principais requisitos para a entrada de Read more

As principais semelhanças e diferenças entre Brasil e Portugal

No artigo de hoje, você irá conhecer quais são as principais semelhanças e diferenças entre Brasil e Portugal. E se Read more

Como registrar uma marca em Portugal

Se você tem uma ideia para um modelo de negócio e sabe como concretizá-la, faltam os últimos pormenores: registrar uma Read more