As Universidades que aceitam o ENEM em Portugal

Tempo estimado de Leitura: 8min

Postado em 20 de outubro de 2022 / , ,
Compartilhe:

É cada vez maior o número de estudantes brasileiros que desejam fazer a graduação em Portugal, por conta da facilidade da língua e da proximidade entre os dois países. Além disso, utilizar a nota do Enem pode facilitar a entrada em uma Universidade Portuguesa (atualmente, 51 delas aceitam o Enem para concorrer a uma vaga e o INEP mantém a lista atualizada no seu site oficial). 

É importante lembrar que as universidades não aceitam o Enem para todos os cursos, como medicina ou medicina veterinária, por exemplo. O processo de candidatura para esse curso é bem diferente dos outros e são exigidos alguns pré-requisitos.

Neste artigo apresentamos todas as informações que você precisa saber a respeito do tema. E aproveitamos para perguntar: Já combinou com sua família sobre morar em Portugal? Este conteúdo pode te dar direcionamentos importantes para esse grande projeto de vida!

 

 

Como é possível usar a nota do Enem para estudar em Portugal?

A nota do Enem pode ser usada na candidatura a um curso de graduação, ou licenciatura como é chamado no país, em todas as Universidades que assinaram um convênio com o INEP.

As Universidades que aceitam o Enem determinam uma nota de corte, que varia conforme o curso escolhido. Geralmente, a nota mínima esperada é 500, mas em alguns casos pode ser exigida uma nota maior. Também é exigido que a nota utilizada seja pelo menos dos últimos três anos.

As Universidades disponibilizam nos sites todas as informações sobre nota de corte e conversão de notas (as notas do Brasil devem ser convertidas para o sistema português em uma escala de 0 a 200 pontos). 

Além disso, também é importante verificar quais são as disciplinas da área de conhecimento mais importantes para o curso no qual o estudante pretende concorrer a uma vaga.

 

Quem pode se candidatar através do Enem?

 

A nota do Enem só pode ser usada pelos estudantes brasileiros que não tenham cidadania portuguesa ou de algum outro país da União Europeia.

Para estudar em Portugal com cidadania portuguesa ou europeia, o estudante precisa realizar o Concurso Nacional de Acesso. É um exame nacional (semelhante ao Enem) que avalia as aptidões do aluno nas disciplinas do Ensino Secundário, equivalente ao Ensino Médio brasileiro.

 

 

Inscrição

A inscrição do aluno deve ser feita online, diretamente pelo site da Universidade escolhida. É preciso preencher um cadastro com informações básicas e anexar toda a documentação, conforme a exigência do edital.

Depois, é preciso pagar a taxa de candidatura. Os valores mudam de uma Universidade para outra e em Universidades públicas as taxas são as mais baixas.

As candidaturas podem acontecer em até três fases e as datas exatas são decididas por cada Universidade. O ano letivo em Portugal não é igual ao brasileiro, pois começa em setembro. Em geral, as inscrições acontecem nas seguintes épocas: entre janeiro e fevereiro, entre março, abril e maio e entre junho e julho.

 

Universidades

Confira a lista atualizada para 2022 de Universidades que aceitam o Enem:

  1. Universidade de Coimbra (UC);
  2. Universidade do Algarve (UAlg);
  3. Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria);
  4. Instituto Politécnico de Beja (IPBeja);
  5. Instituto Politécnico do Porto (P.Porto);
  6. Instituto Politécnico Portalegre (IPPortalegre);
  7. Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA);
  8. Instituto Politécnico de Coimbra (IPC);
  9. Universidade de Aveiro (UA);
  10. Instituto Politécnico da Guarda (IGP);
  11. Universidade de Lisboa (ULisboa);
  12. Universidade do Porto (UPorto);
  13. Universidade da Madeira (UMa);
  14. Instituto Politécnico de Viseu; (IPV)
  15. Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarem);
  16. Universidade dos Açores (UAc);
  17. Universidade da Beira Interior (UBI);
  18. Universidade do Minho (UMinho);
  19. Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (Cespu);
  20. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Universidade Lusófona);
  21. Instituto Politécnico de Setúbal (IPS);
  22. Instituto Politécnico de Bragança (IPB);
  23. Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB);
  24. Universidade Lusófona do Porto (ULP);
  25. Universidade Portucalense (UPT);
  26. Instituto Universitário da Maia (Ismai);
  27. Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia);
  28. Universidade Católica Portuguesa (UCP);
  29. Universidade Fernando Pessoa (UFP);
  30. Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (Ispa);
  31. Instituto Leonardo da Vinci (ILV);
  32. Escola Superior de Saúde do Alcoitão (Essa);
  33. Universidade Lusíada – Norte;
  34. Universidade Lusíada;
  35. Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC);
  36. Escola Superior Artística do Porto (Esap);
  37. Universidade Europeia;
  38. Instituto Universitário de Lisboa (Iscte-IUL);
  39. Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa (ESSNorteCVP);
  40. Universidade Autônoma de Lisboa (UAL);
  41. Instituto Politécnico da Lusofonia (Ipluso);
  42. Instituto de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe);
  43. Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (Ismat);
  44. Instituto Superior Dom Dinis (Isdom);
  45. Instituto Superior de Gestão (ISG);
  46. Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém (Isla Santarém);
  47. Instituto Superior de Gestão e Administração de Gaia (Isla Gaia);
  48. Instituto Português de Administração de Marketing de Lisboa (Ipam);
  49. Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC);
  50. Instituto Português de Administração de Marketing do Porto (Ipam);
  51. Universidade Nova de Lisboa.

 

E para complementar a leitura, que tal entender mais sobre o sistema de ensino em Portugal? Neste conteúdo explicamos sobre os anos letivos e a educação no país, que abrange não só a Universidade, mas também o período escolar para crianças e pré-adolescentes.

 

 

Sobre o autor,

Benício Filho – Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente também está concluindo o curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador dá Palestras & Conteúdo, Sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal), atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio), além de participar de programas de aceleração como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros. Palestrando desde 2016 sobre temas como Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência, já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Compartilhe:

Posts Relacionados


Revalidação de diploma: tudo o que você precisa saber!

Para você que pensa em morar em Portugal e exercer sua profissão no país, pode ser importante solicitar a revalidação Read more

Trabalho remoto e a oportunidade de morar em Portugal

Com a pandemia, o trabalho remoto, que antes era pouco comum, passou a se tornar a preferência de muitos. Em Read more

Golden Visa para brasileiros: o que as estatísticas nos mostram

Não faz muito tempo que nós publicamos aqui, um conteúdo sobre o Visto Gold, ou Golden Visa, que é uma Read more

Requisitos para entrada de brasileiros em Portugal em 2022

Planejamento uma viagem para a Europa? No conteúdo de hoje, vamos te apresentar os principais requisitos para a entrada de Read more